Após queda da 'Orgulho de ser hétero', Jout Jout é deletada do Facebook

Vlogueira diz ter sido vítima de retaliações machistas depois que mutirão feminista levou à exclusão de página famosa

por Correio Braziliense 03/11/2015 19:23

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

A vlogueira Jout Jout teve sua página retirada do Facebook, supostamente, por grupo machista. Nesta segunda-feira, 2, ela reportou, em seu Twitter, ter tido problemas para acessar a página: “Meu facebook foi desativado de vez agora. O que está acontecendo, Brasil? Alguma prank de quarta série? To velha, não entendo mais essas coisas”.

 

Youtube/JoutJout/Reprodução
''Rolou uma série de retaliações nas páginas feministas e esquerdistas desde que a Orgulho de ser hétero saiu do ar e acabou sobrando pra mim'', diz vlogueira que teve perfil suspenso (foto: Youtube/JoutJout/Reprodução)
Jout Jout Prazer foi excluída do site dois dias após a página Orgulho de ser hétero ser retirada do Facebook e uma semana depois de a blogueira divulgar o vídeo Vamos fazer um escândalo em sua conta no YouTube. Outra página que defende os direitos da mulher e que foi removida do Facebook é a Feminismo sem demagogia.

 

 

 

No vídeo, que tem mais de 970 mil visualizações, a vlogueira critica as mensagens ofensivas direcionadas à garota Valentina, de 12 anos - participante do programa MasterChef Júnior da Band.

 

Jout Jout comenta o primeiro assédio sexual sofrido por mulheres que lhe escrevem e apoia o movimento #vamosfazerumescandalo, que intitula o vídeo.

“O que eu sei é que rolou uma série de retaliações nas páginas feministas e esquerdistas desde que a Orgulho de ser hétero saiu do ar e acabou sobrando pra mim. Já entrei em contato com o Facebook e expliquei o caso. Agora tenho que esperar a resposta do site”, contou Jout Jout em entrevista à Cosmopolitan.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO