Corpo de Emílio Santiago será exumado para definir partilha de herança

Suposto filho do cantor pede exame de DNA para comprovar paternidade. Bens do cantor são avaliados em R$ 10 milhões

por Francelle Marzano 26/04/2017 19:05

Divulgação
(foto: Divulgação )

A 13ª Vara de Família do Rio de Janeiro autorizou a exumação do corpo do cantor Emílio Santiago, morto em 2013, para que seja feito um exame de DNA. O pedido na justiça foi feito pelo produtor cultural, Aleksander Nunes dos Santos, que quer provar ser filho de Santiago. Aleksander admitiu ter já feito um exame de DNA para comprovar a paternidade do cantor, mas resultado, no entanto, deu ''inconclusivo''.

 

A herança deixada pelo cantor está avaliada em R$ 10 milhões e é alvo de disputa entre uma mulher, Hercília Santiago, que diz ser irmã, o suposto filho e um ex-namorado do artista, Márcio Tadeu.

 

Na lista de bens constam uma casa de veraneio (estimada em R$ 1,5 mi), uma chácara em Petrópolis (com três quartos de hóspedes, piscina e espaço gourmet), um apartameno no Flamengo (avaliado em R$ 3 mi), um outro apartamento em São Paulo (R$ 600 mil) e uma sala comercial em Copacabana (R$ 600 mil).

 

O processo corre em segredo de Justiça. Emílio Santiago morreu aos 66 anos em março de 2013, por complicação no quadro clínico de AVC (Acidente Vascular Cerebral) isquêmico - quando falta circulação de sangue no cérebro.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS