Tendência de manter diferentes propostas em um mesmo espaço ganha terreno em Belo Horizonte

Espaços apostam em mais de um uso para dividir custos e atrair vários públicos

por Shirley Pacelli 11/03/2016 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Leandro Couri/EM/D.A Press
No Catibrum, no Bairro Caiçara, o espaço do teatro é transformado em ponto gastronômico após os espetáculos (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Quando acaba o espetáculo, eles entram em cena: o que era teatro vira bar. “A arquibancada sai. Aquilo tudo se transforma”, conta Lelo Silva, diretor da Cia. Catibrum e quem assume a cozinha de especialidades mexicanas. Localizado no Bairro Caiçara, na Região Noroeste de Belo Horizonte, o espaço era apenas a sede do grupo. Em dezembro de 2015, foi inaugurado o bar e o teatro de bolso, com 60 lugares. “Queria abrir a noite de uma forma diferente”, explica Lelo.


Neste fim de semana, está em cartaz o espetáculo Cartas poéticas, de Ivana Andrés e Luciano Luppi. Quando não tem uma agenda fechada, há exibição temática, como a de desenhos animados da Disney dos anos 1930. A iniciativa mudou a rotina da região. “É um espaço que agrega. Lugar de convivência entre artistas e pessoas aqui do bairro”, descreve o diretor.

Uma atração do cardápio é o nacho a metro – servido em ripas de madeira. A porção de um metro (para três a quatro pessoas) sai por R$ 30. “A gente brincou com essa coisa de ser uma sede de bonecos. Tem muita madeira e material de reuso. A proposta é essa: bar dentro de ateliê”, conta. O cupcake de cenoura, com pimenta dedo-de-moça e ganache de chocolate meio amargo, é a nova sensação entre os clientes.

METAMORFOSE É teatro por hoje, mas pode ser bazar, cinema e restaurante. No Espaço Aberto Pierrot Lunar, no Bairro Floresta, na Região Leste de BH, os 150 metros quadrados se transformam ao sabor do evento. Em 2008, a companhia resolveu se jogar na proposta de gerir um espaço que dialogasse com outras áreas da arte.

Hoje, o grupo apresenta o espetáculo Atrás dos olhos das meninas sérias, que completa nove anos. Amanhã e domingo, a casa recebe atrações do Diversas, evento colaborativo sobre feminismo, arte e resistência. Um bar garante bebida e petiscos.

O projeto Aberto para o jantar, com o bistrô Dionísio, será realizado no dia 19. Trata-se de um encontro gastronômico – com direito à mesa coletiva. A experiência sai por R$ 75 (menu completo e taça de vinho). Já o Café com cinema, mostra temática de filmes, ocorre sempre nas duas últimas quartas-feiras do mês. Vizinhos da Pierrot pagam meia-entrada nas atrações. “A gente está fazendo trabalho de formiguinha na comunidade. Conquistando pessoa a pessoa”, diz Neise Neves, fundadora e gestora do espaço junto com Léo Quintão.

 Ramon Lisboa/EM/D.A Press
No Funcionários, o Guaja Casa abriga diferentes propostas de trabalho e, depois das 18h, abre o Bar do Convés (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
TRABALHO E LAZER
É num sobrado na Serra que se reúnem produtora de vídeo, estúdio de tatuagem e o ateliê de uma estilista. A varanda era convidativa à festa e foi o que fizeram Rodrigo Ladeira e Fábio Lamounier (Doma02), Matheus Dias e Luísa Luz. Inaugurada em novembro, ao menos duas vezes por mês a Selva abre as portas para o público.

Neste domingo, às 12h, o grupo promove o Thai Day – Currie Veggie Selvagem. A viajante e cozinheira Lívia Aguiar fará um almoço tailandês. Capim-limão, galangal, pimenta malagueta e outras especiarias com leite de coco serão utilizadas para preparar o curry vegetariano. A entrada é gratuita. O prato sai por R$ 18.

Já a Guaja Casa, que reúne aprendizado, trabalho e lazer, já conquistou clientela fiel em apenas 15 dias. A casa modernista no Funcionários, mais uma unidade do Guajajaras Coworking, não é só um escritório compartilhado com café incluído. Tem hamburgueria, loja, exposição e o que mais você propor empreender. “Queremos ter multiplicidade de pessoas e projetos”, resume Renata Alamy, uma das sócias.

Após as 18h, é aberto o Bar do Convés, com hamburgueria. O Balança mais não cai (pão de mandioca e parmesão, blend de carne e crispie de alho-poró) é um dos sanduíches mais pedidos e sai por R$ 27. Já o drinque Jezebel (cachaça, mexerica, gengibre, suco de tangerina, melaço de cana e alfavaca fresca) custa R$ 20.

A Under Guaja, loja de conveniência e design instalada na garagem, promove amanhã um flash tatoo. A partir das 17h, tem show com a Teach Me Tiger. A exposição Olho mágico – Fotografia, cegueira e ciência, de Leonardo Braga, permanece em cartaz.

ACONCHEGO A música autoral encontrou as portas abertas no Samba Rooms Hostel, no Bairro de Lourdes. A sala da casa – de 1934 – se transforma em ambiente convidativo a shows intimistas e acústicos. No domingo, será realizada a quarta edição da Sunday sale (moda, artesanato e gastronomia) em parceria com o projeto Quarto de música, que traz Buzé Silva, Susuno Lélis, Marcus Lopes e Paula Oliveira entre as atrações.

O espaço já recebeu duas edições do Sofar sounds, festival nacional de música autoral realizado sempre em local secreto. Já o Meu samba é assim é uma iniciativa da casa voltada para a promoção de sambistas com produção própria. A próxima edição deve ser realizada em abril. Por meio dos pequenos eventos, os sócios Leonardo Apparício e Daniel Nunes conseguem dar visibilidade para o hostel enquanto valorizam a arte local. “É uma proposta em que a gente acredita. Não é baladinha. É para apreciar, oportunidade de conhecer novos artistas”, explica Leonardo.

Euler Junior/EM/D.A Press
Cristiane Mara de Rezende relaxa e toma cerveja na Carola Esmalteria e Bar (foto: Euler Junior/EM/D.A Press)
NUMA RELAX
Um ponto de encontro da mulherada com bom papo e cerveja. Há quase três anos, a Carola Esmalteria e Bar, na Savassi, surgiu justamente para ser um lugar diferenciado de um salão. “Onde não tem barulho de secador e tudo mais”, explica a proprietária Maristela Rodrigues. Além de se decidir entre dezenas de cores de esmaltes, as clientes podem escolher se tomam uma cerveja ou uma cachacinha (cortesia da casa). Cerca de 70 mulheres passam pelo local por dia. “Muitas clientes vêm depois das 18h para dar uma relaxada”, conta Maristela.

Poesia e café, está aí uma parceria de sucesso. Aberta em 2013, a Livraria Asa de Papel promove amanhã a já tradicional leitura de poemas. O pequeno espaço na Rua Piauí, no Santa Efigênia, é convidativo para quem gosta de literatura. “Muitos leem poemas próprios e outros pegam obras de autores consagrados na livraria”, conta Álvaro Gentil, responsável pelo local.

Nos fins de tarde, especialmente nas sextas-feiras, um grupo cativo se reúne para um bate-papo filosófico. A partir de abril, a adega será reforçada e caldos de batata baroa, mandioca e feijão entrarão no cardápio.

ONDE IR

>> Espaço Catibrum

Hoje, amanhã e domingo, às 20h, espetáculo Cartas poéticas. Ingressos a R$ 15. Trio de tacos a R$ 27 (individual) e cupcake a R$ 5. Aberto de quinta-feira a domingo. Rua Francisco Bicalho, 1.912, Caiçara. (31) 3411-2103. catibrum.com.br

>> Espaço Aberto Pierrot Lunar
Hoje, às 20h, espetáculo Atrás dos olhos das meninas sérias. Amanhã, espetáculos do Diversas. Entrada gratuita. Rua Ipiranga, 137, Floresta. (31) 2514-0440/ 3658-8743. Informações: facebook.com/espacoabertopierrotlunar

>> Samba Rooms Hostel

Domingo, a partir das 14h, Sunday sale e Quarto de música. Ingressos a R$ 5. Av. Bias Fortes, 368, Lourdes. (31) 3267-0740. sambaroomshostel.com.br

>> Selva
Domingo, às 12h, Thai Day: Currie Veggie Selvagem. Entrada gratuita. Prato por R$ 18. Rua Professor Estevão Pinto, 109, Serra. Informações: facebook.com/selvaplural

>> Guaja Casa
Amanhã, às 17h, show do Teach Me Tiger na Under Guaja. Entrada gratuita. Coworking, das 9h às 18h (valores cobrados por tempo), e Bar do Convés, a partir das 18h. Avenida Afonso Pena, 2.881, Funcionários.
(31) 3235-9191. www.guajajaras.cc

 

>> Carola Esmalteria e Bar
Pé e mão por R$ 38. Cervejas por R$ 6 (long neck). Rua Tomé de Souza, 1.081, Funcionários. (31) 3285-3685 www.carolaesmalteriaebar.com.br

>> Livraria Asa de papel
Amanhã, às 11h, leitura de poesia. Entrada gratuita. Rua Piauí, 631, Santa Efigênia.
(31) 3567-8069. Informações: https://goo.gl/MwM49n

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS