Museu de Congonhas recebe quadro de Aleijadinho

Obra de Euclásio Penna Ventura é a única referência ao grande mestre do Barroco

17/11/2015 15:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução
Obra passará a integrar o Museu de Congonhas, que será inaugurado em dezembro (foto: Reprodução)
Previsto para inaugurar em dezembro, o Museu de Congonhas receberá a obra Retrato de Aleijadinho, de Euclásio Penna Ventura. Em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura, a Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) oficializará a cessão da obra em sessão comemorativa do Dia do Barroco Mineiro, nesta quarta-feira, 18 de novembro, às 16 horas no Salão Nobre.

Para o secretário de Estado da Cultura, Angelo Oswaldo, as obras de Aleijadinho assinalam o apogeu do ciclo de manifestações artísticas do Barroco Mineiro. Segundo ele, a solenidade será uma oportunidade de chamar atenção para o movimento artístico e enfatizará a importância do maior legado do mestre de Congonhas. "Dessa forma contribuímos para ratificar Minas como o berço fecundo das primeiras manifestações artísticas genuinamente brasileiras", declarou o secretário.

O evento desta quarta-feira conta com assinatura de Termo de Comodato entre a Secretária de Estado de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura, Lazer e Turismo de Congonhas. Com isso, a obra bicentenária retorna ao seu local de origem. Na programação, o Coral das Cidades dos Profetas e o cravista Antônio Carlos de Magalhães, junto ao cantor Sérgio Anders, apresentam música barroca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS