'Vermelho é a cor da esperança' reúne obras de nove artistas em torno da solidariedade

Exposição no Cine 104 vai até o próxima dia 31

por Eduardo Tristão Girão 22/07/2015 10:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
fotos/divulgação
(foto: fotos/divulgação)

Vai até o próximo dia 31 a exposição Vermelho é a cor da esperança, no Cine 104, em Belo Horizonte, com pôsteres de nove artistas mineiros em torno do mesmo tema: a solidariedade. A ação foi desenvolvida pela agência Filadelfia em apoio à ONG Grupo Vhiver, que atende soropositivos na cidade. Reproduções dos trabalhos estão à venda pela internet. A renda será totalmente revertida para a instituição.

 

Conheça todas as obras da exposição


“Todo mundo na agência conhece artistas e designers, e fomos falando do aperto que o Grupo Vhiver está passando, pois depende de doações para continuar o atendimento. Todos participaram sem cobrar nada, incluindo a empresa que imprimiu os pôsteres”, conta Breno Pessoa, produtor eletrônico da Filadélfia. Desde 2011, a agência cria campanhas para apoiar a ONG.


Conrado Almada, Eduardo Fonseca, Francisco Valle, Gustavo Greco, Mário Níveo, Priscila Amoni, Rafael Maia, Rogério Fernandes e Rui Loureiro criaram obras no mesmo tamanho, 66cm por 96cm, impressas em papel fotográfico. Foram produzidas 10 cópias de cada uma, à venda por R$ 165 (cada uma) no site www.grupovhiver.tanlup.com. Todas foram criadas em computador, exceto a de Priscila, pintura a óleo, que foi fotografada para o projeto.


“Os trabalhos são diversos. Apesar de o vermelho ser o tema, os participantes não se prenderam à cor, cada um com seu próprio valor. Tudo foi criado em cerca de uma semana”, afirma Pessoa. Ele adianta que, caso as 90 cópias não sejam todas vendidas até o fim do mês, outros locais da capital mineira serão procurados para manter a mostra ao alcance do público.

NOME “Tive o pôster em branco para fazer o que quiser. O meu é supersimples, um quadrado todo vermelho com uma amostra de cor das que eu uso diariamente na minha profissão. Temos o hábito de dar nomes às cores, daí o nome do meu pôster ser Vermelho esperança. Ficou direto ao ponto, bem do jeito que eu gosto”, conta o designer Gustavo Greco, diretor de criação da Greco Design.


“Mais que a luta pela solidariedade, essa é a luta contra o preconceito, já que a doença vem associada a uma série de preconceitos e pensamentos errados. Estou sempre disposto a lutar contra isso, por um mundo melhor. É um prazer participar”, completa ele.


Vermelho é a cor da esperança
Exposição. Até dia 31 de julho, no
Cine 104 (Praça Ruy Barbosa, 104,
Centro). Informações: (31) 3222-6457.
Entrada franca. Trabalhos à venda pelo site
www.grupovhiver.tanlup.com.

 

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS