Academia bane auditores responsáveis por erro no Oscar

Presidenta da instituição responsável pelo prêmio anunciou que Brian Cullinan e Martha Ruiz não podem mais participar da cerimônia

por Diário de Pernambuco 02/03/2017 17:17
Christopher Polk
Martha Ruiz e Brian Cullinan momentos antes da premiação (foto: Christopher Polk)
A presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, Cheryl Boone Isaacs, comunicou nesta quinta-feira (2) que os auditores responsáveis pela confusão no Oscar estão banidos da cerimônia. Em entrevista à Associated Press, Cheryl informou que a dupla Brian Cullinan e Martha Ruiz, da PricewaterhouseCoopers, responsáveis pela segurança do resultado do Academy Awards no domingo (26), está de fora das próximas edições da cerimônia, após o erro que anunciou erroneamente La la land como o vencedor na categoria de Melhor Filme.


Entretido com publicações nas redes sociais, Cullinan acabou trocando o envelope de Melhor Filme pelo de Melhor Atriz antes do anúncio da principal estatueta do Oscar. Já Martha Ruiz levou parte da culpa por não intervir com rapidez na correção do anúncio, permitindo que parte da equipe de La la land chegasse a discursar no Dolby Theatre.

A companhia auditora PricewaterhouseCoopers - da qual Cullinan é um dos sócios - atua há 83 anos em parceria com a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Em nota emitida na segunda-feira, a empresa assumiu a responsabilidade pela confusão e se desculpou pelo ocorrido: "Uma vez que o erro ocorreu, os protocolos para corrigi-lo não foram seguidos com bastante agilidade pelo Sr. Cullinan ou sua parceira [...]. Pedimos desculpas sinceras a Warren Beatty, Faye Dunaway, Jimmy Kimmel, ABC e à Academia, nenhum dos quais foi culpado."

A cerimônia de entrega do prêmio foi marcada ainda por outra gafe com a inclusão da foto da produtora australiana viva Jan Chapman na seção "In Memoriam" - que homenageia profissionais do cinema falecidos recentemente. No Twitter, a Academia lamentou o erro.

"Pedimos desculpas sinceras à produtora Jan Chapman, cuja fotografia foi usada por engano no 'In Memoriam' em tributo a sua colega e querida amiga Janet Patterson. Janet, membro da Academia e figurinista indicada quatro vezes ao Oscar, era muito amada em nossa comunidade. Estendemos nossas profundas desculpas e condolências aos familiares de Patterson", diz a publicação.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA