Diretor de 'Moonlight' divulga discurso que preparou para o Oscar

No meio da confusão, Barry Jenkins não teve a chance de discursar após o anúncio equivocado da estatueta de melhor filme para 'La la land'

por Estado de Minas 02/03/2017 16:39

ROBYN BECK
(foto: ROBYN BECK )
A 89ª edição do Oscar foi marcada pela maior saia justa da história do prêmio. Como todos já sabem, La La Land: Cantando estações foi equivocadamente anunciado como melhor filme, enquanto o vencedor, na verdade, era o longa de Barry Jenkins, Moonlight.

 

A correção do erro só veio após os produtores do musical de Damien Chazelle fazerem seus agradecimentos, o que deixou pouco tempo – e nenhum clima – para Jenkins e sua equipe se pronunciarem. No entanto, o diretor revelou ao Hollywood Reporter as palavras que havia preparado, caso o filme Moonlight vencesse. 

 

"Tarrel (Alvin McCraney, com quem divide o roteiro) e eu somos Chiron (o protagonista da trama). Nós somos aquele garoto. E quando você vê Moonlight, você não supõe que um menino que cresceu como e onde nós crescemos fará uma obra de arte que ganha um prêmio da Academia. Eu falei muito sobre isso, e tive de admitir que impus essas limitações a mim mesmo. Eu me neguei esse sonho. Não você, nem ninguém mais, mas eu. E assim, se você se vê em nós, deixe que isso seja um símbolo, uma reflexão que te leve a amar a si mesmo. Porque fazer isso pode ser a diferença entre sonhar e, de alguma forma através da graça da Academia, realizar sonhos que você nunca se permitiu ter. Amor."

 

Além de ganhar como Melhor Filme, Moonlight também foi premiado em Roteiro Adaptado e Ator Coadjuvante (Mahershala Ali). 

 

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA