Ladrões levam 30 mil euros em joias que seriam usadas no Oscar espanhol

Peças estavam em hotel de Madri, à disposição de artistas que participariam da cerimônia dos prêmios Goya

por AFP 07/02/2017 16:49

JAVIER SORIANO/AFP
O diretor chileno Alejandro Amenábar e a atriz espanhola Penélope Cruz anunciam o melhor filme nos Goya (foto: JAVIER SORIANO/AFP)

Ladrões roubaram joias avaliadas em 30.000 euros que haviam sido postas à disposição dos participantes da cerimônia dos prêmios do cinema espanhol Goya em um hotel de Madri. As joias roubadas - um anel, abotoaduras, brincos e relógios - são da marca espanhola Suárez, que as havia emprestado para que fossem exibidas pelos participantes da premiação.


A denúncia afirma que o roubo aconteceu "aproximadamente entre as dez da noite de sábado (quando começou a cerimônia) e as dez da manhã de segunda-feira", que foi quando se detectou o sumiço das joias, segundo um porta-voz policial.


Um porta-voz da polícia disse que as joias estavam guardadas em caixas, em um pequeno quarto que dava para um cômodo no qual "entrava e saía muita gente", principalmente funcionários de vestuário.
Aparentemente, não havia nenhum dispositivo especial de vigilância no hotel.


O hotel que recebeu o evento, Marriott Auditorium, afirmou em um comunicado que ficou sabendo da existência das joias na segunda-feira à tarde, quando os organizadores dos Goya comunicaram o desaparecimento. Em nenhum momento anterior foi comunicado ao hotel nem à segurança do mesmo a presença das joias nas instalações", disse o Marriott Auditorium.

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA