Com 14 indicações ao Oscar, La la land iguala recorde e se confirma como fenômeno de Hollywood

Estrelado por Emma Stone e Ryan Gosling, musical tem provocado filas nos cinemas do Brasil

por Mariana Peixoto 24/01/2017 20:03
La la land: Cantando estações não tem nada de épico, de melodramático ou de fantástico. Mas caso o Oscar faça como o Globo de Ouro (que deu todos os prêmios às categorias a que o musical de Damien Chazelle havia sido indicado), o filme poderá figurar entre aos maiores vencedores da história da Academia de Hollywood: Ben-Hur (1959), Titanic (1997) e O senhor dos anéis: O retorno do rei (2003), todos com 11 estatuetas.
TIZIANA FABI/AFP
Emma Stone é a protagonista do musical (foto: TIZIANA FABI/AFP)

Bem, com as 14 indicações na 89ª edição do prêmio máximo da indústria cinematográfica, ele já se iguala aos dois recordistas nesse quesito: A malvada (1950) e Titanic.

Sob esse ângulo, o anúncio dos indicados ao Oscar – a cerimônia será em 26 de fevereiro – não trouxe surpresas. La la land é o filme-sensação (com muitos méritos para tal) da temporada.

Receberam também bom número de indicações Moonlight: Sob a luz do luar, de Barry Jenkins, e A chegada, de Denis Villeneuve (oito cada); Manchester à beira-mar, de Kenneth Lonergan, Até o último homem, de Mel Gibson, e Lion: Uma jornada para casa, de Garth Davis (seis cada). O reconhecimento do drama histórico de Gibson marca o fim de 10 anos de purgatório em que Hollywood o havia colocado.

Com as duas últimas polêmicas edições marcadas pela ausência de intérpretes negros entre os indicados (e sangria em sua audiência televisiva, que, em 2016, teve o pior índice em oito anos), a Academia de Hollywood aprendeu que o cinema deve refletir sobre a diversidade do mundo atual.

Três dos nove indicados a melhor filme apresentam narrativas sobre afro-americanos nos EUA. Moonlight conta a história de um menino pobre de Miami que descobre sua homossexualidade. Cercas fala de um catador de lixo que sonhava ser ídolo do beisebol. Estrelas além do tempo mostra a vida de funcionárias negras da Nasa, que, nos anos 1960, têm que lidar com o preconceito racial.

Seis atores negros foram indicados, outro recorde. Denzel Washington (Cercas) e Ruth Negga (Loving) nas categorias principais. Na de coadjuvantes, Mahersala Ali (Moonlight: Sob a luz do luar), Viola Davis (Cercas), Naomi Harris (Moonlight) e Octavia Spencer (Estrelas além do tempo). Pela primeira vez, a categoria de atriz coadjuvante tem três negras. O mesmo número se repetiu em roteiro adaptado, com August Wilson (Cercas) e Barry Jenkins e Tarell McCraney (Moonlight).

Na América de Trump, três candidatos a melhor documentário abordam a experiência dos afrodescendentes. Eu não sou seu negro, de Raoul Peck, é inspirado no manuscrito Remember this house, do escritor James Baldwin, morto em 1987. As outras duas produções são O. J. made in America, sobre a vida de O. J. Simpson, e 13th, de Ava Du Vernay, que trata da desigualdade racial no sistema prisional americano.

Já que o Oscar dá a largada de sua 89ª edição em meio a recordes, vai aí mais um: Meryl Streep recebeu a 20ª (!) indicação por Florence: Quem é essa mulher?.

PRINCIPAIS INDICAÇÕES


Melhor filme

. La la land: Cantando estações
. Moonlight – Sob a luz do luar
. Manchester à beira-mar
. A chegada
. Lion
. Estrelas além do tempo
. Fences
. A qualquer custo

Melhor diretor
. Denis Villeneuve (A chegada)
. Damien Chazelle (La la land: Cantando estações)
. Mel Gibson (Até o último homem)
. Barry Jenkins (Moonlight – Sob a luz do luar)
. Kenneth Lonergan (Manchester à beira-mar)

Melhor roteiro adaptado
. A chegada
. Fences
. Estrelas além do tempo
. Lion
. Moonlight – Sob a luz do luar

Melhor roteiro original
. A qualquer custo
. La la land: Cantando estações
. The lobster
. Manchester à beira-mar
.l 20th century women

Melhor filme estrangeiro
. A man called Ove (Suécia)
. Land of Mine (Dinamarca)
. Tanna (Austrália)
. O apartamento (Irã)
. Toni Erdmann (Alemanha)

Melhor edição
. A chegada
. Até o último homem
. A qualquer custo
. La la land: Cantando estações
. Moonlight – Sob a luz do luar

Atriz principal
. Emma Stone, La la land: Cantando estações
. Natalie Portman, Jackie
. Amy Adams, A chegada
. Meryl Streep, Florence – Quem é essa mulher?
. Isabelle Huppert, Elle

Ator principal
. Casey Affleck, Manchester à beira-mar
. Denzel Washington, Fences
. Ryan Gosling, La la land: Cantando estações
. Viggo Mortensen, Capitão Fantástico
. Andrew Garfield, Até o último homem

Atriz coadjuvante



. Viola Davis (foto), Fences
. Naomie Harris, Moonlight – Sob a luz do luar
. Nicole Kidman, Lion
. Octavia Spencer, Estrelas além do tempo
. Michelle Williams, Manchester à beira-mar

Ator coadjuvante
. Jeff Bridges, A qualquer custo
. Mahershala Ali, Moonlight – Sob a luz do luar
. Dev Patel,  La la land: Cantando estações
. Michael Shannon (foto),  Animais noturnos
. Lucas Hedges, Manchester à beira-mar



Fotografia
. A chegada
. La la land: Cantando estações
. Lion
. Moonlight – Sob a luz do luar
. Silence

Mixagem de som
. Arrival
. Hacksaw Ridge
. La la land: Cantando estações
. Rogue One
. 13 Hours

Efeitos visuais
. Rogue One
. The Jungle Book
. Doutor Estranho
. Animais fantásticos e onde habitam
. Arrival
. The BFG
. Kubo and the Two Strings
. Sete minutos depois da meia-noite

Melhor maquiagem
. A man called Ove
. Star trek: Sem fronteiras
. Esquadrão suicida

Melhor roteiro adaptado
. Moonlight – Sob a luz do luar
. Lion
. A chegada
. Fences
. Até o último homem
. Estrelas além do tempo

Melhor documentário
. Fogo no mar
. I am not your negro
.l Life, animated
. O J: made in America
. A 13ª Emenda

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA