O polêmico 'Chatô: o rei do Brasil' chega à Netflix no próximo dia 20 de fevereiro

O longa-metragem dirigido por Guilherme Fontes entra no serviço apenas três meses após sua estreia nos cinemas.

por Estado de Minas 28/01/2016 11:11

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Netflix / Divulgacao
O filme conta a história do controverso Francisco de Assis Chateaubriand, o Chatô, magnata das telecomunicações na década de 1950 (foto: Netflix / Divulgacao)
Após uma passagem relâmpago pelas telas de Belo Horizonte, e cerca de três meses em cartaz no Brasil, o filme dirigido por Guilherme Fontes estará disponível na plataforma de streaming Netflix. Chatô - O rei do Brasil poderá ser visto on-line a partir do dia 20 de fevereiro. O roteiro do longa é baseado na obra homônima de Fernando Morais.

 

No filme, Marco Rica é Assis Chateaubriand. Durante o programa de TV O julgamento do século, o magnata das comunicações relembra fatos marcantes da própria vida. Fala sobre paixões, manipulação nos veículos de comunicação e a conturbada relação com o presidente Getúlio Vargas. 


Além do Brasil, a Netflix também vai disponibilizar o conteúdo para seus assinantes em todo o mundo. Da Arábia Saudita aos Estados Unidos, os mais de 75 milhões de assinantes do serviço poderão conferir a produção brasileira em Outubro deste ano. 

 

 


O elenco também conta com nomes de peso como Andréa Beltrão, Leandra Leal, Letícia Sabatella, Paulo Betti e Eliane Giardini. É um dos projetos cinematográficos mais polêmicos do Brasil. Foi rodado entre 1995 e 1999. 

 

Na década de 1990, o diretor interrompeu as filmagens alegando falta de verbas. Fontes foi acusado e condenado por desvio de dinheiro público. Como recorreu da punição, ainda aguarda julgamento.

 

 


 



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA