Nicole Kidman revela ano difícil após a morte do pai

Atriz australiana diz que se preparar para um Natal diferente

08/12/2014 11:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Alberto E Rodrigues/AFP
(foto: Alberto E Rodrigues/AFP)
A atriz australiana Nicole Kidman afirmou nesta segunda-feira em Sydney que 2014 foi o ano mais difícil de sua vida por causa da surpreendente morte de seu pai em Cingapura, que abalou muito a família. Em uma entrevista para promover o filme "As Aventuras de Paddington", a atriz, vencedora do Oscar, afirmou que a família, muito unida, se prepara para um Natal diferente, sem a presença do pai, Antony Kidman.

"Sabe, eu vou olhar para este ano como um dos mais duros que a minha família teve. Quero dizer, o mais duro de todos" , declarou ao jornal Daily Telegraph de Sydney. Antony Kidman, médico, não resistiu a uma crise cardíaca durante uma viagem a Cingapura com uma das filhas, Antonia. "Falo sobre isto porque eu gosto de mantê-lo vivo, de certa maneira. Mas apesar de você falar sobre isto, você continua com tanta dor, sim, como família ainda sofremos muito", disse a atriz.

No plano profissional, 2014 também não foi um ano bom para a australiana. O thriller psicológico "Antes de Dormir", que ela protagoniza com o ator Colin Firth, estreou no mês passado, mas teve uma arrecadação de apenas dois milhões de dólares, depois de um lançamento em 1.935 salas. O resultado foi um novo revés para Nicole Kidman, após o decepcionante "Grace: A Princesa de Mônaco", que recebeu péssimas críticas e foi vaiado no Festival de Cannes.

Kidman declarou que decidiu participar de "As Aventuras de Paddington" porque desejava estar em um filme que agradasse as filhas, fruto de seu casamento com o cantor Keith Urban. "Não há nada como sentar na estreia de um filme para crianças e ouvir as risadas", disse.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA