Sony é hackeada e filmes inéditos vazam na internet

Além dos longas, dados de atores e produção teriam sido roubados. Suspeita é de que ataque pode ter relação com o governo da Coreia do Norte

02/12/2014 10:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
Cena do filme 'Fury (Corações de Ferro)', uma das produções da Sony vazada por ação de hackers (foto: Divulgação)
A indústria cinematográfica hollywoodiana levou um grande baque na última sexta-feira. De acordo com o site 'The Hollywood Repórter', pelo menos quatro grandes filmes inéditos dos estúdios Sony foram vazados na internet, por meio de uma invasão hacker.

Os longas vazados, ainda inéditos, foram 'Annie', 'Mr. Turner', 'Still Alice' e 'To Write Love On Her Arms'. Todos eles têm previsão de estreia nos EUA entre dezembro de 2014 e março de 2015. Já o filme 'Fury (Corações de Ferro)', estrelado por Brad Pitt e dirigido por David Ayer, também está na lista, apesar de já ter estreado nos cinemas norte-americanos em outubro. A questão é que outros países, inclusive o Brasil, só receberiam a produção em fevereiro. Ao que tudo indica, as cópias que surgiram na internet são aquelas de divulgação exclusiva para jurados de prêmios de cinema.

A invasão foi nomeada pelos próprios criminosos de 'Guardians of Peace' (Guardiães da Paz, em tradução livre). Durante a manobra, o sistema da Sony ficou fora do ar, e os computadores dos funcionários exibiam uma caveira acompanhada da mensagem: “Hacked by #GOP”.

A suspeita é de que, além dos filmes, os hackers tenham roubado milhares de dados dos computadores, que continham informações pessoais de artistas e integrantes das equipes de produção.

SUSPEITA
Logo depois do vazamento começaram a surgir suspeitas de que os hackers responsáveis pelo ataque teriam ligação com o governo da Coreia do Norte. A ação teria sido em represália a um outro filme da Sony, de Seth Rogen e James Franco. A comédia 'A entrevista' conta a história de um famoso apresentador de televisão (James Franco) e seu produtor (Seth Rogen) que acidentalmente são envolvidos em planos para assassinar Kim Jong Un, o presidente da Coreia do Norte.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA