Linhas de celulares não funcionam e frustram selfies nas ruas de BH

Além da selfie frustrada, com a internet interrompida, a reclamação dos foliões foi de que, com a linha sem sinal, foi impossível encontrar amigos ou mandar uma simples mensagem

por Luciane Evans Jefferson da Fonseca Coutinho 15/02/2015 08:21

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press.
Conexão ficou prejudicada por causa do grande número de pessoas (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press.)

A principal atração deste carnaval, o pau de selfie, recebeu,no sábado, um balde de água fria. Isso porque muitas linhas de celulares não funcionaram. “Que graça tem tirar uma foto e não poder compartilhá-la no carnaval?”, questionou o folião Mateus Lisboa, que das 30 fotos que tirou, conseguiu postar apenas uma nas redes sócias. Além da selfie frustada, com a internet interrompida, a reclamação dos foliões foi de que, com a linha sem sinal, foi impossível encontrar amigos ou mandar uma simples mensagem. “Estamos aqui na Avenida Getúlio Vargas desde as 13h e, desde então, o celular não funciona. Não tem como se comunicar com ninguém. É um absurdo, basta ter uma evento de grandes proporções em BH para dar esse tipo de pane”, comentou a produtora de eventos Juliana Cunha.

O rapaz com chapéu de mágico e pau de selfie na mão não estava nem aí para a azaração dos amigos. Ele queria era registrar a farra no Bairro Funcionários. E tome foto daqui, foto de lá. Os companheiros criticaram, mas não deixaram de fazer pose para o registro. Ronan, Paulo e Eduardo também tiveram dificuldades com as operadoras de telefonia. “O sinal tá uma b...”, reclamou Paulo, vestido de marinheiro. No entorno, na esquina de Rua Bernardo Guimarães com Avenida Getúlio Vargas, tinha mais gente reclamando problema para transmitir os retratos. “Tá levando um tempão pra carregar e dá pau”, disse a foliona Andressa. À esquerda e à direita, tome selfie. É muita gente na função para registrar o carnaval de rua em BH. O Estado de Minas não conseguiu contato com nenhuma das empresas de telefonia para esclarecer o motivo da pane.

RETRATOS Em tempos de selfie, o que mais chamou a atenção no bloco De seu Bento a dona Lúcia, ontem, no Bairro Santa Lúcia, não foi a vontade de se mostrar, mas de registrar a alegria dos filhos. Em meio à folia, com característica bem familiar, a todo momento o que se via eram pais e mães parando para fotografar as crianças em suas mais variadas fantasias: princesas, bailarinas, super-heróis e tudo o mais que a imaginação infantil dá direito. (Com Paula Carolina e Celina Aquino)

Veja a programação completa deste domingo


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL