Salvador curte carnaval com trios elétricos e famosos

Ronaldinho Gaúcho ficou a vontade em camarote que levava seu nome

por Fernanda Machado 03/03/2014 11:48

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Teresa Maia/DP;D.A Press
Ronaldinho Gaúcho foi atração em Salvador, em camarote com seu nome (foto: Teresa Maia/DP;D.A Press)
No carnaval de Salvador, as atrações são vistas nos trios elétricos, nos blocos e também nos camarotes. Neste ano, uma das novidades ficou por conta do jogador Ronaldinho Gaúcho, do Atlético Mineiro. Ele fez sua estreia no carnaval da capital baiana na noite de sábado. E já como anfitrião. À frente de um camarote que leva seu nome, no Circuito Dodô (Barra-Ondina), o jogador dançou a noite toda, tirou fotos com fãs, recebeu convidados – entre eles os ex-jogadores Edilson e Djalminha – e chegou a ser homenageado por estrelas da axé music. O cantor Durval Lélys, vocalista do Asa de Águia, por exemplo, parou o bloco Cocobambu na frente do camarote para fazer um discurso de boas-vindas ao jogador e dedicar a ele o último grande sucesso da banda, Quebra Aê.

Ronaldinho pareceu à vontade em sua primeira noite no carnaval de Salvador. “Estou realizado, muito feliz, mesmo”, comentou. “Essa energia, esse axé, é especial. Tenho muitos parceiros aqui (na Bahia) e o carnaval de Salvador já está no meu coração tanto quanto o do Rio.” Mas os dias que antecederam a chegada do craque à sua nova “casa” na folia baiana foram de problemas para a equipe de produção do espaço. Fornecedores ameaçaram fazer um boicote ao espaço, alegando falta de pagamentos. Na sexta-feira, o camarote chegou a ser embargado, por pouco mais de uma hora, pela prefeitura, por falta de recolhimento de taxas para exploração do espaço. Depois, a situação foi normalizada.

Em seu primeiro carnaval em carreira solo, após deixar a Banda Eva, no ano passado, o cantor Saulo Fernandes deu início aos desfiles de blocos de trio no Circuito Osmar (Campo Grande), na tarde de ontem, com uma apresentação sem cordas (gratuita). O fato de não haver necessidade de abadá para participar do bloco, porém, não impediu que muitos foliões estivessem com roupas parecidas. Isso porque os fãs atenderam o apelo do cantor, que pediu para que quem seguisse o trio estivesse vestido de branco, simbolizando a paz. Saulo Fernandes contagiou o circuito intercalando antigos hits da música baiana, como We are carnaval, a sucessos atuais, como Raiz de todo o bem, seu primeiro sucesso em carreira solo.

A cantora Ivete Sangalo também se rendeu ao Lepo lepo, hit do verão baiano, do grupo Psirico. Logo no início de sua apresentação à frente do bloco Coruja, na tarde de ontem, a estrela da axé music emendou dois sucessos de sua carreira – Festa e Sorte grande (Poeira) – e seguiu com Lepo lepo, para incendiar o Circuito Osmar.

PORTO ALEGRE
Folia Gaúcha


A Imperadores do Samba tornou-se o destaque da segunda noite de desfiles do grupo especial do carnaval de Porto Alegre (RS), encerrada ao amanhecer de ontem no complexo cultural do Porto Seco, na Zona Norte da cidade. A escola homenageou Luís Fernando Veríssimo levando o próprio escritor e alegorias com seus personagens, como a velhinha de Taubaté, o analista de Bagé e Ed Mort, para a passarela. A exibição foi recebida com empolgação pelo público que estava nas arquibancadas. Também desfilaram na segunda etapa do grupo especial a Império da Zona Norte, a Acadêmicos de Gravataí, a Embaixadores do Ritmo e a Imperatriz Dona Leopoldina, que lembrou
a Coluna Prestes.

Haja coração
Infarto na avenida


O tradicional desfile de Batatais (352 quilômetros de São Paulo) começou com um susto na noite de sábado. Um homem sofreu um ataque cardíaco enquanto desfilava como destaque em um carro alegórico e caiu do veículo. Até a tarde de hoje, o homem seguia internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital da cidade e seu estado é considerável estável, de acordo com a família. Celso Blanc, de 66 anos, desfilava como destaque em um carro alegórico do bloco Estação do Samba, que abria o desfile.

Heróis e lutadores nas ladeiras


Super-Homem, Homem Aranha e Mulher Maravilha juntam-se a “luchadores”, guerrilheiros iraquianos e até black blocs. Os personagens invadiram as ladeiras de Olinda (PE). Foliões de todo o Brasil e de todo o mundo se fantasiaram para curtir o carnaval da cidade. Para o engenheiro-agrônomo francês Jean François, que foi fantasiado de regador, o melhor do carnaval de Olinda é a mistura da festa. “Acho que é o encontro de todas as classes sociais, não tem discriminação”, afirmou. Assim como no Galo da Madrugada, no sábado, o programa Mais médicos também foi satirizado em Olinda ontem. A principal atração da manhã, na cidade, no entanto foi o grupo Mucha Lucha, formado por “luchadores” fora de forma com máscara de lutadores de luta-livre mexicanos. Num ringue armado em pleno Alto da Sé, eles desafiavam black blocs, heróis e até os jornalistas que fazem a cobertura do carnaval.

No mar
Barcos enfeitados em São Sebastião/SP


Centenas de foliões se divertiram no carnaval no mar na tarde ontem no Canal de São Sebastião, litoral norte paulista. Distribuídos entre barcos de pesca, escunas, motoaquáticas, lanchas e botes, moradores e turistas percorreram um trecho do canal a partir da Praia de São Francisco, costearam parte de Ilhabela e retornaram ao ponto de partida. Os barcos foram enfeitados e diversos foliões estavam fantasiados no tradicional Carnamar, o carnaval realizado no mar há 24 anos.

Marcelo Gandra/ Cooperphoto
(foto: Marcelo Gandra/ Cooperphoto )

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL