TEATRO

Francisco de Assis - do rio ao riso

O Portal Uai libera pares de cortesias para "Francisco de Assis - do rio ao riso".

Vigência:

02/10/2019 à 09/10/2019

Resultado:

09/10/2019

PROMOÇÃO ENCERRADA

Leia mais

GANHADORES

Hilton Soares Cardoso Junior

Luci Figueiredo

INFORMAÇÕES

RESULTADO


O resultado da promoção será divulgado dia 09 de Outubro de 2019, até as 18h. Os participantes devem acompanhar o site www.uai.com.br/promocao para confirmar o resultado da promoção.


RETIRADA DO PRÊMIO

A retirada do prêmio seguirá as regras previstas no regulamento, e deverá ser feita na sede do Jornal Estado de Minas (Av. Getúlio Vargas, 291, Funcionários), até o dia 10 de Outubro, das 09h às 17h, apresentando documento de identidade original.

 

“Francisco de Assis – do rio ao riso”

Espetáculo trata, com humor e emoção, a vida do homem que se tornou um grande ecologista.

Em pleno tempo de homenagens a tantos ícones da história artístico-cultural de toda ordem, surgiu a ideia de se falar sobre um grande herói, Francisco de Assis. Tudo com muito humor, como é característico na trajetória de sucesso de Carlos Nunes, nos palcos mineiros. Isso, além da riqueza histórica e uma boa dose de poesia. Ele divide o palco com o ator André Maurício, com direção do próprio Carlos Nunes, e texto de Márcio Ares.

O espetáculo traduz a imagem não só do santo, mas do homem genial que foi Francisco, da sua infância até a sua morte. Toma-se dele a humanidade com que enfrentou o seu desafio de mais amar que ser amado. “A ideia é fazer rir sem ofender. É divertir sem blasfemar. Sem ferir a aura de santo que lhe é peculiar, o espetáculo mostra, sob uma nova e divertida perspectiva, a sua fraterna existência sobre a terra”, explica o ator.

A Itália do século XIII, onde e quando viveu Francisco, vai se estender até os tempos atuais e outros tantos lugares. Com muito humor e delicadeza, Francisco visitará aldeias italianas, mas também Brasília, escolas e asilos brasileiros, o interior da alma de um povo latino, dos simples e dos abastados, dos povos ribeirinhos e dos grandes fazendeiros. “A peça toca as alegrias e as faltas desse nosso povo brasileiro”, adianta Carlos Nunes. É nesse deslocamento espaço-temporal que Francisco, muito mais homem que santo, faz os seus muitos milagres.

A montagem se configura um grande desafio, em sua concepção, texto, música e cenário, para que se dê o riso sem que se perca a imagem centenária desse grande personagem. A coragem, a força e a beleza que entremeiam o espetáculo exibem, no palco, o talento dos homens e a alegria de um artista, mas também a fé de um povo que, não obstante toda a sua crença, anseia por um Deus mais próximo e verdadeiro.

“Tarefa árdua, embora prazerosa, fazer uma comédia sobre tal personalidade. No desafio reside, no entanto, o inusitado do texto”, declara o ator, referindo-se ao autor Márcio Ares, que, além de poeta e cronista, formado em Letras e Filosofia pela PUC-Minas, é também Capitão da Polícia Militar de Minas Gerais. “A poesia é o seu refúgio. A escrita é sua salvação. E o olhar descontraído para os detalhes dessa história é o nosso ideal de fazer rir”, diz Carlos Nunes.

O texto possibilita identificar a singularidade de Francisco que habita as nossas mais diversas relações de interatividade com o outro, com o mundo, com nós próprios. Rompe com as convenções culturais e coletivas que caracterizam o mundo contemporâneo, com seu estilo e verdades tão diversificados, recriando seus múltiplos significados. Na peça, a poesia e o humor assumem o domínio da alegria. Mais uma vez, o ator Carlos Nunes assume a arte de fazer rir e divertir os seus espectadores.

O ator

Carlos Nunes é formado em Artes Cênicas pelo Palácio das Artes e tem em seu currículo diversas comédias de sucesso, tais como: “Com Jeito Vai”, “O Noviço”, “A Comédia dos Sexos” - quando dividiu o palco com o grande Rogério Cardoso, “Pérolas do Tejo”, “Como Sobreviver em Festas e Recepções com Buffet Escasso” e “Comi uma Galinha e Paguei o Pato”. Tem ainda em seu curriculum o Prêmio Multishow do Bom Humor, além de participações em programas como Sai de Baixo, A Diarista, Show do Tom e Programa do Jô.

Artes Cênicas (Teatro, dança, musical, ópera etc.)

- Texto/dramaturgia*: Márcio Ares

- Direção*: Carlos Nunes

- Elenco*: Carlos Nunes e André Maurício

- Produção: Carlos Nunes

Informações Geraldo Lucciani – (31) 9 9197-4874

Carlos Nunes – (31) 9951-6183

SERVIÇO

Data: 11, 12 e 13/10/2019

Local: Cine Theatro Brasil Vallourec

Endereço: Av. Amazonas, 315 – Centro – Belo Horizonte/MG

Horário: dia 11 às 21h | dia 12 às 21h | dia 13 às 21h

Abertura dos portões: 1 hora antes

Classificação etária: Livre. Menores de 12 anos entram acompanhados dos pais e/ou responsáveis legais apresentando identidade de ambos.

BILHETERIA OFICIAL - SEM COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

Cine Theatro Brasil Vallourec - Teatro de Câmara

Av. Amazonas, 315 – Centro – Belo Horizonte/MG

Segunda a sábado das 12h às 21h

Domingos das 15h às 20h

Apenas venda e retirada de ingressos para os eventos do Cine Vallourec

PONTO DE VENDA – SUJEITO A COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

Loja EVENTIM - Shopping 5ª Avenida

Rua Alagoas 1314, Loja 20C – Savassi – Belo Horizonte/MG

Segunda a sexta-feira das 10h às 19h

Sábados das 10h às 16h

Venda e retirada de ingressos para todos os eventos vendidos pela EVENTIM

MEIA-ENTRADA E INGRESSOS PROMOCIONAIS

Confira em https://www.eventim.com.br/meiaentrada as leis de meia-entrada, identificando quem tem direito ao benefício e os documentos comprobatórios.

Funcionário Vallourec: Desconto de 50% sobre o valor da inteira para funcionário Vallourec mediante apresentação do código PN que consta no crachá. Limitação de 02 ingressos por evento.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Para sua segurança e conveniência, em dias de espetáculos no Cine Theatro Brasil Vallourec, você pode estacionar seu veículo a um preço fixo de R$15,00 na Estacione 1. O local oferece vagas cobertas e o acesso pode ser feito pela Rua Espírito Santo, 625 ou R. Bahia, 600.

Mas fique atento:

- O estacionamento trabalha com dinheiro e cartão de débito;

- O ticket do teatro deve ser impresso (papel ingresso ou folha simples) e apresentado ao caixa do estacionamento. O pagamento pode ser feito na entrada ou na saída do estacionamento.

Crianças até 02 anos completos possuem gratuidade e permanecem no colo dos pais e/ou responsáveis legais. A partir de 02 anos e 1 dia, a criança paga meia entrada mediante apresentação da carteira de identidade ou certidão de nascimento.

menor de 21 anos tem direito a meia entrada mediante apresentação de documento de identidade com foto (lei municipal);

não tem opção de retirada de ingressos.

 

duração 70 minutos;