SHOW

Duca Leindecker Solo

O Portal Uai libera pares de cortesias para a apresentação de "Duca Leindecker".

Vigência:

14/08/2019 à 20/08/2019

Resultado:

20/08/2019

PROMOÇÃO ENCERRADA

Leia mais

GANHADORES

Mariana Mendes

Paulo Miranda

Sidnei Luís da Silva

INFORMAÇÕES

RESULTADO


O resultado da promoção será divulgado dia 20 de Agosto de 2019, até as 18h.
Os participantes devem acompanhar o site www.uai.com.br/promocao para confirmar o resultado da promoção.


RETIRADA DO PRÊMIO

A retirada do prêmio seguirá as regras previstas no regulamento, e deverá ser feita na sede do Jornal Estado de Minas (Av. Getúlio Vargas, 291, Funcionários), até o dia 21 de Agosto, das 09h às 17h, apresentando documento de identidade original.

 

SERVIÇO 

Dia: 22 de Agosto

Horário: 21:00

Local: Centro Cultural Minas Tenis Clube.

Vendas: www.eventim.com.br
Inf. 3516.1360

 

Duca Leindecker Solo

Duca Leindecker é um compositor, cantor e escritor gaúcho. Iniciou a sua carreira artística aos 13 anos, tocando na noite de Porto Alegre. Aos 15, foi eleito pela crítica especializada o melhor guitarrista do Rio Grande do Sul, o que acabou se repetindo pelas três temporadas seguintes. Já com 18 anos, Duca gravou o seu primeiro disco solo e, logo depois, formou a banda Cidadão Quem, ao lado do seu irmão Luciano e do baterista Cau Hafner.

No início dos anos 90, Leindecker foi convidado pelo próprio Bob Dylan para, ao lado de Frank Solari, abrir os seus shows pelo Brasil. Com a Cidadão Quem, por outro lado, Duca gravou sete CD’s e um DVD e fez mais de mil apresentações pelo país, incluindo um show no concorrido Rock in Rio 3. Já na literatura, o seu primeiro livro, intitulado “A Casa da Esquina” se tornou um best-seller, com mais de 12 edições lançadas.

Ao lado de Humberto Gessinger, Duca formou o Pouca Vogal, em 2008. O duo lançou um CD e um DVD e fez mais de 200 apresentações pelo Brasil. O cantor já ganhou cinco Prêmios Açorianos de Música e a sua incursão no mundo da literatura ainda inclui as obras “A Favor do Vento”, que está em fase de adaptação para o cinema, e o recente “O Menino que Pintava Sonhos”, que foi adotado como leitura obrigatória na Fundação Liberato Salzano Vieira da Cunha, de Novo Hamburgo.

As canções de Duca Leindecker já foram regravadas por diversos artistas, como Tiago Iorc, Maria Gadú e Chimarruts. O seu currículo como músico ainda inclui a trilha sonora para três longas-metragens e outros prêmios recebidos pelo caminho, como aquele conquistado pelo seu trabalho com a série “Histórias Curtas”, da RBS TV. O seu CD/DVD chamado “Plano Aberto”, foi gravado ao vivo e conta com todas as músicas mais marcantes da sua trajetória, em Março de 2018 Duca Lança seu mais um Álbun intitulado “Baixar Armas” que com 13 faixas inéditas o disco é um convite a reflexão sobre a epidemia de ódio e intolerância que assolou o Brasil nos últimos anos.

 

Em 2019 Duca Lança paralelamente o Show DUCA LEINDECKER "SOLO" onde Canta, toca Piano, violão, e faz suas performances de Batucada.