Viajamos nos dois maiores navios do mundo, confira as experiências

Aqui no Brasil, o repórter Gladyston Rodrigues subiu a bordo do Seaview, da MSC - o maior navio da história brasileira a navegar pela costa do país. Nas águas do Caribe,Thiago Lemos viajou no Symphony of the Seas, da Royal Caribbean, onde tudo nele é superlativo

 

Gladyston Rodrigues/EM
Com 72 metros de altura, o MSC Seaview se destaca entre os navios da temporada brasileira de cruzeiros 2018/2019 (foto: Gladyston Rodrigues/EM)

Elegância na arquitetura e na decoração. Amplas áreas para se tomar sol com piscinas e banheiras de hidromassagens. Tecnologia de ponta que fornece internet de alta velocidade em alto-mar. Versatilidade nos ambientes durante o dia com iluminação natural e, à noite, eles se transformam com os jogos de luzes. E, é claro, muita diversão para todas as idades, desde brincadeiras com Legos para as crianças, até entrar em um simulador de F-1 real. E para relaxar, nada melhor do que um dia no mega SPA, com massagens e banhos especiais na área termal. Tudo isso é oferecido aos passageiros do MSC Seaview – o maior navio de cruzeiros a navegar em águas brasileiras. Ele foi totalmente projetado para receber o sol do verão com um deque mais próximo do mar, trazendo uma experiência inesquecível para os seus hóspedes.

 

Com 323,3 metros de comprimento e 72m de altura, o gigante do Brasil tem capacidade para 5.331 hóspedes, que são mimados pelos 1.413 tripulantes. Ele conta com 2.066 acomodações, com diversas opções de suítes, que vão desde as cabines com banheira de hidromassagem com vista para o mar e as especiais, para aqueles hóspedes com mobilidade reduzida. E para os mais exigentes, o navio tem o Yacht Club: uma parte do navio exclusiva, onde é oferecido luxo e privacidade, com direito a mordomo 24 horas, para desfazer as malas e cuidar de tudo que você precisar. Essa área conta com piscina, banheiras de hidromassagem e solário. 

 

Gladyston Rodrigues/EM
Com vista espetacular da costa brasileira, cruzeiristas ficaram deslumbrados, no embarque inaugural, com as belezas naturais do Rio de Janeiro (foto: Gladyston Rodrigues/EM)

O navio tem um grande diferencial que é a parte gastronômica, em que se podem saborear deliciosos pratos nos 11 restaurantes, sendo que seis são de especialidades para aguçar os paladares mais refinados. A MSC fechou uma parceria com dois super chefs: o espanhol Ramón Freixa (duas estrelas Michelin), com seus pratos mediterrâneos, no Restaurante Ocean Cay. O outro badalado mestre da gastronomia é o japonês-americano Roy Yamaguchi. À frente do Asian Market Kitchen, que se divide em três: o Teppanyaki (um verdadeiro show é feito pelos chefs durante a preparação dos pratos), o Asian Fusion e o Sushi. Para os amantes de chocolates e gelatos, a italiana Venchi 1878, comandada pelo chef Luis Vilela, que produz a bordo, diariamente, somente com ingredientes naturais e selecionados.

 

O lazer fica por conta, a princípio, com os sete shows em estilo Broadway, com três apresentações por noite, no Teatro Odeon, com capacidade para 934 pessoas, e segue a diversão em duas pistas profissionais de boliche, no simulador de F-1 em um carro real e fechando com magnífico cinema XD interativo, além de curtir a maior tirolesa dos mares, com 120 metros no topo do navio, toboáguas e piscinas. Para as crianças, a MSC fez uma parceria de peso com os fabricantes de brinquedos da Chicco e da Lego. Os adolescentes podem participar de um desafio de mídia social com a criação de uma história sobre a suas aventuras durante a viagem. Para os adultos, as experiências vão desde relaxamento e rejuvenescimento no MSC Aurea SPA do Seaview, que conta com Medi Spa Center, área termal, salão Jean Louis David, barbearia, sala de maquiagem, spa de unhas, área de ioga e a mais moderna academia dos mares, com 870 metros quadrados. 

 

Gladyston Rodrigues/EM
A passarela elevada de vidro oferece vista privilegiada para os amantes da fotografia (foto: Gladyston Rodrigues/EM)

 Na temporada brasileira 2018/2019, o MSC Seaview foi inaugurado, em Santos-SP, com festa para quase duas mil e quinhentas pessoas. Entre elas, agentes de viagens, operadores de turismo e convidados. A cerimônia contou com a presença da madrinha da MSC no Brasil, Xuxa Meneghel, do comandante do Seaview, Giuseppe Galano, do CEO da MSC, Gianni Onorato, e do diretor-geral da MSC no Brasil, Adrian Ursilli. A madrinha se emocionou em inaugurar mais um navio. Ela disse que tem histórias lindas com a empresa. Lembrando que levou toda a família para a festa de 15 anos da filha Sasha num navio da companhia. “Eu levo o nome MSC comigo porque tem tudo em que eu realmente acredito. Estou muito feliz de ver um navio tão bonito em nosso Brasil, onde a gente acredita que não pode melhorar, aí vem a MSC e coloca um navio desta dimensão! Parabenizo o comandante. Aqui todos trabalham com sorriso e me tratam como rainha”.

Gladyston Rodrigues/EM
Uma das vantagens em viajar de navio é poder apreciar, na linha do horizonte, o nascer e o pôr do sol (foto: Gladyston Rodrigues/EM)

No verão brasileiro, o MSC Seaview fará roteiros de seis a sete noites passando pelo Nordeste, Sul e Sudeste, e minicruzeiros de três a quatro noites, com possibilidades de embarque em Santos e Salvador. A temporada no Brasil termina em abril. Mais informações: www.msccruzeiros.com.br


A armadora segue com seu plano de expansão, com investimento de 13,6 bilhões de euros. Hoje, a empresa tem 15 navios em funcionamento e lançará mais 14, entre eles o MSC Bellissima, que será batizado em Southampton, na Inglaterra, em 2 de março próximo, e o MSC Grandiosa, em Hamburgo, na Alemanha, no mês de novembro de 2019. Os dois navios vão contar com uma assistente pessoal digital chamada Zoe, como um novo recurso do MSC For ME, que é um programa de inovação da empresa. A Zoe fornecerá informações dentro das cabines dos cruzeiristas, o que antes só se conseguiam no balcão de atendimento. Ambos oferecerão também dois shows diferentes do Cirque Du Soleil at Sea, criados exclusivamente para os hóspedes. Em breve, a empresa vai inaugurar uma ilha privativa nas Bahamas, a Ocean Cay MSC Marine Reserve. Os trabalhos de recuperação da fauna e da flora do local estão acelerados.

O repórter Gladyston Rodrigues viajou a convite da MSC Cruzeiros

 
Foco na Geração Z


A CLIA global (Associação dos Cruzeiros Marítimos) lançou um estudo de tendências para o setor de cruzeiros em 2019. Além dos novos navios que serão inaugurados e da expectativa de ter 30 milhões de pessoas viajando de navio neste ano, o estudo traz dados de comportamento interessantes. A Geração Z está programada para se tornar a maior geração de consumidores de cruzeiros até o ano 2020 – superando até mesmo os millennials. Essa geração, como a anterior, prefere experiências transformadoras e abre mão do consumo nas viagens. O apelo de vários destinos e experiências únicas, como festivais de música no mar, estão atraindo esta nova categoria de viajantes. Combinar o trabalho com o tempo de lazer está em ascensão. Muitos viajantes modernos ou “nômades digitais” estão optando por viagens em que podem trabalhar remotamente, o que reduz o tempo livre e a perda de salários. Muitos navios têm wi-fi, mesas e cafés. Os viajantes podem acompanhar o trabalho enquanto desfrutam de um cruzeiro. 

 

 

 ENTRE O CÉU E O MAR, por Thiago Lemos

Thiago Lemos/EM
Além do tamanho, os passageiros ficam impressionados com o parque localizado no pátio interno do Symphony of the Seas. Além do lazer, o local é um centro de compras (foto: Thiago Lemos/EM)

 

 

 

Quando estamos no trabalho, cheio de afazeres, é normal desejar que o dia tenha mais de 24 horas para que a gente dê conta de fazer tudo. Agora, já imaginou durante suas férias também querer que o dia dure mais? Se você estiver a bordo do Symphony of the Seas isso certamente vai acontecer, mesmo nos dias em que o ritmo deveria ser mais lento. Isso porque, a bordo do maior navio de cruzeiro do mundo, construído pela Royal Caribbean, todo o tempo disponível ainda será pouco para aproveitar tantas atrações planejadas para entreter adultos e crianças.


No final do ano passado, em sua viagem inaugural que partiu de Miami rumo ao Caribe – por onde o gigante dos mares vai navegar em 2019 –, conhecemos esta cidade flutuante, que tem capacidade para 6.780 hóspedes e 2.175 tripulantes. Os números do navio são de impressionar: são 18 deques, 72,54 metros de altura, o equivalente a um prédio de 24 andares, 2.759 cabines, 25 opções gastronômicas como restaurantes e lanchonetes que oferecem mais de 350 pratos exclusivos desenvolvidos por renomados chefs de cozinha do mundo.

Thiago Lemos/EM
Partindo de Miami, o cruzeiro vai navegar, exclusivamente, pelas ilhas do Caribe (foto: Thiago Lemos/EM)

Grandiosos, os navios já chamam a atenção por si sós. Mas o que impressiona no Symphony of the Seas é a programação de entretenimento: no maior cassino marítimo, segundo a Royal Caribbean, boates, shows estilo Broadway, apresentações que misturam acrobacias aquáticas e aéreas, música, dança e luzes e espetáculo no gelo. No campo dos esportes radicais, o gigante tem dois simuladores de surfe, tirolesa, parede de escalada e o maior e mais alto tobogã dos mares, com 47,5 metros de altura da superfície do mar. Isso sem falar em mais de 24 opções aquáticas, incluindo piscinas e jacuzzis com vista pro mar. O navio ainda conta com espaços exclusivos para crianças.

 

DIVERSÃO GARANTIDA

Royal Caribbean/EM
No grande teatro do navio,apresentação de shows variados (foto: Royal Caribbean/EM)
 

Não importa a idade, as opções de lazer presentes no Symphony of the Seas são capazes de fazer um adulto voltar a ser criança. Um dos destaques fica por conta de dois simuladores de surfe. A atração é garantia de diversão tanto para quem se aventura a ficar de pé sobre uma prancha quanto para quem fica na arquibancada vendo o sucesso de alguns e quedas hilárias de outros. Tobogãs, sala de games, tirolesa e as piscinas ajudam a deixar o clima divertido. Já as apresentações de teatro também levam os viajantes a um universo de magia. Para casais, show musicais no deque, jantares em restaurante sofisticados e um passeio no ‘Central Park’ – caminhos arborizados no coração do navio com mais de 12.000 plantas, bares, lojas e galerias criam o clima romântico.


E são muitas as atrações que conseguem entreter famílias com preferências distintas. Para quem gosta de agito, boates, bares – incluindo um que se movimenta verticalmente e outro onde os drinques são servidos por um barman robô – completam a festa. Com tantas opções, o viajante quase se ‘esquece’ de descer e visitar as cidades por onde o navio atraca durante os roteiros diversos oferecidos pela Royal Caribbean. Na rota deste ano, o Symphony of the Seas navegará de leste a oeste do Caribe, tanto na parte americana quanto na mexicana. Para Ricardo Amaral, CEO da R11 Travel, distribuidora exclusiva dos cruzeiros Royal Caribbean International, as atrações extras são um convite a mais para quem busca em um cruzeiro opção para as férias. “Você não compra um cruzeiro pra fazer escalada, pra usar um Flowrider (simular de surfe,) mas que bom que tem isso tudo. Se você quiser um programa mais tranquilo, ao anoitecer, poderá ficar sentado no Central Park e ter uma experiência incrível como se nem estivesse em alto-mar’. Ricardo destaca ainda a experiência gastronômica e as visitas às cidades onde o navio atraca.


O Symphony oferece ao menos 43 opções de cabines. As mais simples têm vista para o jardim do Central Park, na parte interna do navio. Algumas, com varanda virtual, onde em um painel de LCD são reproduzidas imagens em tempo real da paisagem externa. Para quem viaja com os filhos, há opções de suítes tamanho família: com sala ampla com cinema 3D, máquina de pipoca e biblioteca com vários jogos. Por fim, para quem pode pagar mais, o navio oferece acomodações com varandas e as suítes de luxo, que de tão sofisticadas, se assemelham a uma mansão. Essas chegam a custar até R$ 40 mil para estada de 8 dias.

Novo terminal Na mesma ocasião em que inaugurou a rota Miami/Caribe, a Royal Caribbean estreou um novo terminal de passageiros na cidade de Miami. O espaço de 51 mil metros quadrados oferece conforto e requinte aos viajantes. Segundo a empresa de cruzeiros, o terminal deve receber quase 2 milhões de visitantes ao ano, uma vez que também será utilizado por outros navios da Royal. Também para oferecer mais comodidade aos viajantes, a Royal Caribbean fechou parceria com os hotéis Eden Roc (Miami) e com o condomínio de casas Magic Village (Orlando). www.r11travel.com.br/symphony-of-the-seas

O repórter Thiago Lemos viajou a convite da R11 Travel, Royal Caribbeam e Magic Village

 

 

 

 

 

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']