Inebriante prazer: muita história adoça a receita do macaron da marca Ladurée

Símbolo da fantástica confeitaria da França e conhecido como 'doce da rainha', o macaron é uma receita centenária italiana que conquistou o solo francês com o casamento de Catarina de Médici com o príncipe Henrique II, em 1533

por Carlos Altman 26/07/2018 09:00

 

Ladurée/Divulgação
Crocante por fora, macio por dentro. E no meio dos macarons, recheios de variados sabores (foto: Ladurée/Divulgação)

Para quem já provou, sabe que o macaron não é apenas um biscoito redondo de comer com os olhos. Há quem o descreva como alimento dos deuses: crocante por fora, úmido e macio por dentro, e com uma espécie de “espuma” nas extremidades, também conhecida como saia que derrete na boca com a primeira mordida. A sensação única no paladar é inesquecível, envolvente e viciante.


iguaria típica francesa o macaron tem origem italiana. O seu nome provém da palavra italiana para massa “macarrone”. A primeira versão da receita do doce era feita com merengue de amêndoas e similar ao amarreti (biscoitos italianos feitos à base de amêndoas, açúcar e clara de ovos). Conhecido como “o doce da rainha”, o macaron chegou em solo francês por volta de 1533, com o casamento de Catarina de Médici, da Itália, com o príncipe Henrique II, da França. Na mudança, a jovem fez questão de levar consigo a equipe de chefs confeiteiros.

Ladureé

 

Ladurée/Divulgação
Marca francesa projetou mundialmente o 'doce da rainha" (foto: Ladurée/Divulgação)

Todos os dias, em várias cidades do mundo, o aroma envolvente e adocicado faz com que milhares de pessoas sejam atraídas para as boutiques Ladurée. A sofisticação dos famosos macarons parece enfeitiçar os sentidos, com suas cores, perfumes e sabores irresistíveis.


A história da Ladurée, que este ano completa 156 anos de existência, está intimamente ligada às tradições da família de seu fundador, Louis-Ernest Ladurée. Em 1862, ele abriu uma discreta padaria na Rue Royale, o primeiro endereço da Ladurée em Paris. Depois da Comuna de Paris, em 1871, quando manifestantes socialistas queimaram a padaria, Louis-Ernest construiu no lugar uma pâtisserie. Sua esposa, Jeanne Suchard, foi quem teve a ideia de juntar as características de um café parisiense com uma confeitaria, criando, assim, uma das primeiras casas de chá de Paris onde as mulheres puderam, enfim, frequentá-la.


A partir de 1930, sob o comando do neto de Louis-Ernest, Pierre Desfontaines, a confeitaria ganhou notoriedade. Ele teve a brilhante ideia de fazer um macaron com duas camadas e um recheio à base de ganache de chocolate. Como muitos pratos e doces consagrados da alta gastronomia mundial, a receita original do macaron passou por inúmeras modificações até chegar à que é hoje. Feitos à base de farinha de amêndoas e ovos, os macarons Ladurée estão disponíveis em mais de 30 sabores, como baunilha, chocolate e pistache, até os mais extravagantes, como caramelo com flor de sal. Há ainda o Giant Macaron, em que os doces têm maior diâmetro e são recheados por frutas vermelhas e chantilly. Na dúvida, coma todos. Ao derreterem na boca, revelam a intensidade de seu recheio cremoso, o que inebria o paladar e entorpece os sentidos.


Em 1993, o Groupe Holder assumiu o controle das operações da Ladurée e iniciou um plano de expansão mundial. Hoje, é possível encontrar os irresistíveis macarons da confeitaria francesa em 85 pontos de vendas, entre lojas e quiosques, espalhados por 27 países.

Informações: www.laduree.fr

Curiosidades

» Em se tratando das receitas, a maioria é guardada a sete chaves, tendo em vista que, para produzir um excelente macaron, é preciso prestar atenção em detalhes, como a temperatura do forno e a “espuminha” formada em suas extremidades, característica principal do pequeno doce.

» Nos EUA, Oprah Winfrey deu o maior apoio aos macarons cor-de-rosa e sem glúten do chef Eddy Rocq (25% do faturamento das vendas são destinados às instituições de caridade). O doce também apareceu em pelo menos três temporadas da série Gossip girl.

» É possível encontrar diversos sabores, como caramelo, baunilha, pistache, framboesa, laranja, chocolate branco e café etc. As diversas cores, elemento responsável por grande parte do sucesso do macaron, provêm da adição de corante comestível.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']