Riviera Maya: luxo, natureza selvagem, muita história e modernidade no Caribe Mexicano

Fotografou aquela praia paradisíaca que visitou no final do ano? Gostaria de compartilhar aquela viagem dos sonhos no Exterior? Qual cidadezinha mineira gostaria de divulgar? Bem, na coluna Eu Indico do caderno Turismo qualquer um pode ter o texto publicado. Saiba como participar

por Maria Priscila Alves Nabozin 15/01/2018 21:00

Visit Mexico/Divulgação
Imperdível mergulho nas águas esverdeadas que banham a baia do sítio arqueológico de Tulum (foto: Visit Mexico/Divulgação)

Não se surpreenda se começarem a surgir fotos de uma tal Riviera Maya no seu Facebook ou no feed do Instagram. Reconhecida como destino turístico em 1999, na gestão do presidente Miguel Ramón Azueta, logo se tornou um dos “points” mais importantes do México e cresce diariamente aos olhos dos viajantes globais. A costa do Estado de Quintana Roo, banhada pelo Mar do Caribe, se estende ao longo de 130 quilômetros abaixo de Cancún, em Puerto Morales, até Punta Allen, ao Sul.

 

Visit Mexico/Divulgação
Cancun é puro agito com muita diversão nas praias de areia branca e águas quentes (foto: Visit Mexico/Divulgação)


Anfitriã de praias desertas até verdadeiros conjuntos arquitetônicos, entre hotéis, marinas, centros esportivos e restaurantes, a Riviera Maya se destaca, entre tantas outras coisas, pela sua versatilidade. Playa del Carmen, por exemplo, era uma vila de pescadores e, hoje, palco de resorts e hotéis de bandeiras internacionais. Sua vizinha, Sian Ka’an, é a principal reserva ecológica do estado, verdadeiro espetáculo da fauna e da flora locais.

 

Phantom Divers./Divulgação
São muitas as opções de passeios e muita adrenalina no mergulho com tubarões (foto: Phantom Divers./Divulgação )

Independentemente se durante a alta ou a baixa estação, a atividade mais procurada pelos visitantes é o mergulho na costa da Riviera, onde podemos encontrar o Gran Arrecife Maya, o segundo maior recife de corais do mundo.

Calma, nem só de natureza e aventura vive esse multidestino. As agendas locais não são difíceis de encontrar em qualquer guia ou até na internet, mas podemos salientar alguns exemplos:

Carnaval – assim como no Brasil, fevereiro toma conta das ruas com toda a energia, bailes e desfiles que já conhecemos, mas com o toque das heranças maia e asteca.

Expo Tequila – sempre em agosto e sempre numa praia diferente. Reúne os maiores produtores mundiais da bebida e infinidade de amantes das famosas doses.

As festas de Lol Cah
– sem dúvida, a maior herança maia, setembro é a época dos rituais que pediam pela vinda das chuvas.

Dia de los Muertos – 2 de novembro é a festividade mexicana mais famosa do mundo. Com incansáveis adaptações nas telonas, a celebração de mais de 3 mil anos em honra dos que já partiram é tudo, menos fúnebre. A tradição é honrar a vida dos que já se foram, com alegria, festas e músicas.

 

Maria Priscila Alves Nabozni é diretora-geral da Mapa Comunicação e nos passou este relato do paraíso no México que merece destaque  

 

Como participar da coluna EU INDICO!

Basta mandar um email para o turismo.em@uai.com.br e nele escrever um texto, com  no máximo 25 linhas, sobre uma especial viagem especial ou uma cidade, praça, monumento que amou visitar e gostaria de compartilhar com todos. Não esqueça de nos mandar também duas fotos: uma de perfil e outra do local, combinado? 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TURISMO