Livre, leve e solto. Gramado, na Serra Gaúcha, é um convite à liberdade

Quem disse que Gramado, na Serra Gaúcha, é roteiro somente para casais em lua de mel? Que nada! Por conta da noite agitada, dos passeios e dos hostels, a cidade é um convite para quem procura agito, paquera e boa gastronomia no inverno

por Francelle Marzano 18/07/2017 07:12

Leonid Streliaev/Divulgação
O portal de entrada dá as boas-vindas aos turistas que visitam Gramado. Diversão, requinte, bom gosto e agito de sobra (foto: Leonid Streliaev/Divulgação)
Depois de o hostel cair nas graças do brasileiro, por conta dos preços convidativos e da possibilidade de socialização dos hóspedes, nem mesmo Gramado, no Rio Grande do Sul, pode ser considerado um lugar para viajar somente acompanhado. Pelo contrário, viajar sozinho para a Serra Gaúcha é um convite a fazer novas amizades e aproveitar de forma diferente cada pedacinho desse canto do Brasil. E não há época melhor para viajar pela região do que o inverno. O frio típico da Serra Gaúcha torna o clima ainda mais propício aos fondues, vinhos e cafés coloniais.
Francelle Marzano/EM/D.A Press
Ônibus panorâmico de dois andares passa por mais de 35 pontos turísticos entre Gramado e Canela, com embarque e desembarque ilimitados durante todo o dia (foto: Francelle Marzano/EM/D.A Press)

Para quem viaja sozinho para a Serra Gaúcha, a primeira aventura já começa no hostel, onde você vai passar os dias acompanhado de pessoas de diversos cantos do país, como Rondônia, São Paulo, Goiás, e de outros lugares. Entre um papo e outro, a possibilidade de fazer alguns passeios do roteiro juntos, como o Bustour, ônibus panorâmico de dois andares que passa por mais de 35 pontos turísticos entre Gramado e Canela. Seguindo os mesmos moldes das principais cidade turísticas do mundo, como Londres e Barcelona, o atrativo utiliza o sistema hop-on hop-off, que permite ao passageiro o embarque e desembarque ilimitados durante todo o dia.
Francelle Marzano/EM/D.A Press
Mini Mundo é um parque formado por réplicas de prédios de várias partes do mundo (foto: Francelle Marzano/EM/D.A Press)

A ideia é que o turista se sinta livre para traçar o próprio roteiro, de acordo com seu tempo e interesse. O ideal é definir esses pontos antes mesmo de começar o passeio, para não ficar perdido no trajeto. Se estiver hospedado em Gramado, sugerimos começar pelo Mini Mundo, parque ao ar livre formado por réplicas de prédios de várias partes do planeta, como Alemanha, Itália, Suíça, Brasil, Argentina, Holanda e Mônaco. Juntas, elas formam uma “cidade” animada por milhares de mini-habitantes, onde a proporção é 24 vezes menor do que a real.
Francelle Marzano/EM/D.A Press
O Lago Negro, além de belo, permite ótimos passeios nos pedalinhos (foto: Francelle Marzano/EM/D.A Press)

Dali, o melhor é partir para o Lago Negro e, quem sabe, dar um passeio nos famosos pedalinhos ou mesmo só uma volta, admirando a incrível paisagem. Com uma natureza exuberante, o local é indicado para quem quer curtir um momento de relaxamento. Se quiser, pode até absorver um pouquinho da tradição local, incorporando-se em grupos de amigos que se sentam à beira do lago para apreciar o bom e velho chimarrão. E, se quiser trazer lembranças além das fotografias cheia de cores, existe uma feirinha de artesanato bem ao lado do lago, onde são oferecidos produtos confeccionados pelos artesãos da região.

CHOCOLATES

Alfredo Duraes/EM
Rua Coberta, um dos pontos mais charmosos de Gramado (foto: Alfredo Duraes/EM)
Outro roteiro básico pela cidade é começar pela Rua Coberta, um dos pontos mais charmosos de Gramado. Localizada bem no Centro, ela liga as duas principais vias da cidade, a Avenida Borges de Medeiros e a Rua Garibaldi. Com um cenário meio bucólico e inspirador, com telhado de vidro mesclado de flores, a Rua Coberta é cercada de comércio, com bares, restaurantes e fábricas de chocolate que são um verdadeiro deleite para qualquer turista. Bem em frente, vale uma visita à Igreja de São Pedro e suspire com a famosa fonte do Amor Eterno.
Igreja de São Pedro

Dali, você pode caminhar até a Praça das Etnias, se deliciar com um bom vinho sulista e ainda com as famosas cucas, pão doce de origem alemã, elaboradas de forma artesanal e assadas em fornos a lenha. Para terminar o dia e se preparar para a noite, visite uma das fábricas de chocolate. Vale uma passada no Mundo de Chocolate Lugano, no Reino do Chocolate ou na tradicional fábrica Prawer.
Leonid Streliaev/Divulgação
hummm os chocolates. Irresistíveis tentação no friozinho na Serra Gaúcha (foto: Leonid Streliaev/Divulgação)

Já para quem gosta de se divertir na noite, a balada em Gramado é dividida entre as tradicionais noites gaúchas e os modernos pubs e boates, que oferecem de rock a reggaeton, o queridinho do momento. Para quem quer conferir de perto a tradição, o rodízio na Churrascaria Garfo e Bombacha é uma verdadeira imersão na cultura gaúcha, com o famoso costelão assado no fogo de chão durante oito horas. Além disso, a churrascaria oferece show de danças típicas da região, como fandango, chula, pau de fita e as boleadeiras.
Ice Bar Boreal/Facebook
No Bar do Gelo, cliente recebe casacos e luvas adequados para permanecer confortável (foto: Ice Bar Boreal/Facebook)

Já para você que é solteiro e prefere uma noite mais badalada, as opções são o Ice Bar Boreal e a boate Must. O primeiro, conhecido como Bar do Gelo, é um local diferente de tudo que você já viu. A temperatura no local é permanente: -15 graus. Mas não se assuste, o frio é suportável, já que, ao chegar no local, os clientes recebem casacos e luvas adequados para o ambiente. O ingresso geralmente dá direito a um drinque, que é servido em copo de gelo. A decoração também é toda em gelo, com poltronas e esculturas dos personagens Shrek, Homer Simpson e Olaf, o boneco de neve do filme Frozen. Já a Boate Must é o lugar para quem quer fugir do senso comum e curtir os mais diversos estilos musicais. Sim, lá tem ritmos variados, desde o sertanejo e reggaeton a funk, eletrônico e outros hits, com shows ao vivo e DJs.
Diversão na neve em qualquer época do ano. Gramado abriga o primeiro parque de neve indoor das Américas

Gramado abriga o primeiro parque de neve indoor das Américas. Com mais de 16 mil metros quadrados, o local é diversão garantida com a montanha de neve, com atrações como esqui e snowboard. Para aqueles que não gostam de tanta aventura assim, o parque oferece o Vilarejo Alpino, ambiente que remete aos vales suíços, com minicentro comercial e atrações como patinação no gelo e cinema 3D.

VIZINHA CHARMOSA

Francelle Marzano/EM/D.A Press
Dos bondinhos se tem uma vista privilegiada do Parque do Caracol e da cascata de mesmo nome, com 131 metros de queda (foto: Francelle Marzano/EM/D.A Press)
Ao visitar a Serra Gaúcha, não deixe de conhecer Canela. Entre na imponente catedral da cidade, desvende as inúmeras fábricas de chocolate e aprecie o comércio local. E não deixe de se encantar pelo Parque do Caracol. Localizado a 750 metros acima do nível do mar, o que mais chama a atenção no local é a Cascata do Caracol – cachoeira com queda d'água de 131 metros de altura. Para se ter uma vista privilegiada, embarque nos bondinhos aéreos, que são a maior atração do parque. O percurso é dividido em duas etapas: uma subida até a Estação Animal, parte mais elevada do parque. Lá os turistas podem apreciar a paisagem e aproveitar as trilhas. Já na descida, quando o bondinho chega à Estação Cascata, o cenário espetacular tem como pano de fundo a famosa cachoeiran


SERVIÇO:

Onde ficar:
» Hostel Britânico
•Rua Arthur Reimann, 1 – Gramado
•Diárias a partir de R$ 120
•Informações: www.britanico.com ou (54) 3286-6250

Passeios Turísticos
» BusTour – Ônibus Turístico
•Canela e Gramado
•São quatro ônibus circulando entre as 8h15 e as 18h30 e você começa o roteiro de qualquer ponto, a qualquer hora e para você não perder nenhum detalhe, os ônibus contam com áudio em português, espanhol e inglês descrevendo todo o roteiro
•Preço: a partir de R$ 69
•Informações: www.brockerturismo.com.br ou (54) 3286-5405

» Mini Mundo
•Endereço: Rua Horácio
Cardoso, 291 – Gramado
•Entrada: R$ 36 (inteira); meia-entrada para pessoas acima de 60 anos, estudantes e crianças de 3 até 15 anos. Crianças até 2 anos não pagam
•Horário de funcionamento: diariamente, das 9h15 às 17h
•Informações: www.minimundo.com.br ou (54) 3286-4055

» Bondinhos Aéreos Parque da Serra
•Estrada da Ferradura, 699, Caracol – Canela
•Aberto diariamente das 9h às 17h
•Ingressos: R$ 42 (inteira); meia-entrada para pessoas acima de 60 anos e crianças de 6 a 12 ano.s Crianças de até 5 anos não pagam.
•Informações: www.parquedaserra.com.br ou (54) 3878-3250

» Snowland – Parque de neve
•Estrada Gramado/Nova Petrópolis, Rodovia RS-235, km 9009, Bairro Carazal – Gramado
•Funcionamento: segunda e terça e de quinta a domingo, das 10h às 17h. O parque está fechado todas as quartas-feiras, exceto nos meses de julho, dezembro e janeiro
•Ingressos: a partir de R$ 99
•Informações: www.snowland.com.br ou (54) 3295-6000

Onde comer:
» Mundo de Chocolate Lugano
Avenida Borges de Medeiros, 2.497 – Gramado
•Funcionamento: de segunda a quinta-feira, das 9h30 às 20h; sextas e sábados, das 9h30 às 21h30; e domingos, das 9h30 às 20h
•Informações: www.mundodechocolate.rs ou (54) 3295-5973

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TURISMO