Projeto 'Experiência - O Teatro Mágico' segue até 12 de julho

Live comandada por por Fernando Anitelli tem muita interação com o público

Adriana Izel - Correio Braziliense 08/07/2020 10:30
Divulgação
(foto: Divulgação)
Lives assistidas por milhões de pessoas. Assim se tornaram os shows virtuais no Brasil em meio à pandemia. Mas há quem busque uma aproximação e uma interação maior em projetos virtuais mais intimistas.

É o caso do grupo O Teatro Mágico que, sob comando de Fernando Anitelli, promove a Experiência -- O Teatro Mágico, iniciativa on-line em que o artista se apresenta quatro vezes por semana transfigurado no personagem e com o violão em punhos para fazer poesia, música e dialogar com o público limitado de 20 pessoas por evento. A tour virtual segue até 12 de julho.

A ideia do projeto, que tem ares de sarau, é de Gustavo Anitelli, empresário e gestor do Teatro Mágico, e surgiu para somar as lives matinas que o grupo estava fazendo.

"A inovação vem justamente da necessidade. A pandemia veio para reestabelecer uma ruptura do showbusiness do passado, reorganizar e ressignificar novas relações entre o artista e seu público. Sempre tivemos uma relação muito próxima e direta com o público, mas foi preciso refletir e organizar nosso modelo de gestão, para acharmos uma saída que contemplasse o desejo das pessoas que nos acompanham, estruturar nossa produção e nosso trabalho. No anseio de quebrar barreiras entre palco e plateia, estabelecemos essa relação direta em um encontro lúdico, terapêutico, musical e afetivo, como jamais pensado antes", explica Fernando em entrevista ao Correio Braziliense.

As apresentações ocorrem semanalmente de quinta a domingo em uma sala privada do Zoom para apenas 20 pessoas. Lá, Fernando aparece vestido com o personagem, canta, toca, recita poesias, faz piadas e conversa com o público.

"As pessoas se mexem, apagam e acendem a luz, brindam, dançam, rebolam, vai transfigurado em um personagem, cada janelinha faz o seu cenário, então a busca da pluralidade artística não cabe só a mim, cabe a cada participante. Eles trazem algo para somar na experiência, seja sonora, textual, uma brincadeira, enquanto eu toco vejo pessoas dançando, então resumindo a gente transpõe a interação, o sentimento, a possibilidade da música chegar, do teatro, do palhaço, do personagem, da poesia, mas também tem o caminho de volta, o público também traz isso e tudo é muito interessante. Todos que participam gostam. Vários grupos voltam mais de uma vez, são grupo de escola, grupos de aniversário, enfim é uma possibilidade real", completa o artista.

A Experiência - O Teatro Mágico foi o meio que o grupo encontrou para preencher o vazio na pandemia. Para o período havia a expectativa do lançamento de um álbum de inéditas e de uma turnê, que passaria por cidades como Porto Alegre, Rio de Janeiro, Curitiba e São Paulo.

Os ingressos, vendidos à R$ 50 por câmera, podem ser encontrados no sitehttp://oteatromagico.mus.br/participe/. Experiência - O Teatro Mágico ocorre de quinta à domingo, até dia 12 de julho, com limitação de 20 ingressos por apresentação para permitir a interação e diálogo com todos nas 2h30 de evento virtual. 

MAIS SOBRE TEATRO