Pierrot Lunar comemora seus 25 anos com peça sobre a opressão e a falta de liberdade

Com direção de Chico Pelúcio, 'Um pouco de ar, por favor' estreia nesta sexta (20), no CCBB

por Alisson Millo 20/04/2018 09:00
Onde você estava há 25 anos? Há um quarto de século, os atores Léo Quintão e Neise Neves se mobilizavam para fundar a Cia. Pierrot Lunar. Essa marca tão expressiva para eles – e para a cena cultural de Belo Horizonte – será comemorada com a estreia da peça Um pouco de ar, por favor, nesta sexta-feira (20), no CCBB.
Guto Muniz/divulgação
Jussara Fernandino, Léo Quintão e Neise Neves estreiam no CCBB (foto: Guto Muniz/divulgação)

A inspiração veio do livro Coming up for air, de George Orwell. Tudo passa pela sensação de falta de ar, tão comum neste mundo em crise. “A gente fez um workshop que envolvia fotografias e provocações, fomos criando improvisações. Algumas imagens do livro fizeram a gente perceber que as aflições da personagem, em 1930, são as mesmas que a gente sente hoje. Seja por causa do emprego de que não gostamos, seja por não termos forças para mudar a nossa vida. Tudo isso gera a sensação de prisão, o sufocamento do qual não podemos escapar”, explica Neise.

O processo de concepção do espetáculo começou em 2016, conta Leo Quintão. Dois anos depois, a ansiedade deu lugar ao alívio. “O momento é de celebração. O frio na barriga da estreia é normal, mas se mistura com a alegria e a emoção. Depois de tanto tempo, a gente estar firme, forte e ainda criando é a prova da força da arte”, diz o ator.

Em cena há três personagens, interpretados por Léo, Neise e Jussara Fernandino. “São pessoas comuns: um bancário, uma funcionária de farmácia e uma mulher em busca da sua própria identidade”, antecipa o diretor Chico Pelúcio. Integrante do Grupo Galpão, ele diz que a parceria com a Pierrot é um desejo que se realizou. “Era um namoro antigo. Eles me convidaram para dirigir e aceitei na hora.”

O dramaturgo Luis Alberto Abreu, com seus 40 anos de experiência, foi convidado por Pelúcio para organizar as ideias do grupo. “Eles já tinham aquela sensação da falta de ar, trabalharam muito bem as improvisações com o Chico. Cheguei para colocar o projeto na forma dramatúrgica, mas sempre com personagens deles e com base nas propostas que haviam pincelado”, conta Luis Alberto.

Além de encenar espetáculos, o grupo administra um centro cultural que funciona na Rua Ipiranga, no Bairro Floresta. O Espaço Aberto Pierrot Lunar recebe e promove eventos que vão da música à gastronomia. “A gente não pode parar nunca. Temos cafés culturais, sediamos shows e peças de outras companhias. Além de ser uma forma de nos mantermos, isso serve para a gente se oxigenar”, conclui Quintão.

* Estagiário sob supervisão da editora assistente Ângela Faria


UM POUCO DE AR, POR FAVOR
Dramaturgia: Luis Alberto Abreu. Direção: Chico Pelúcio. Com Cia. Pierrot Lunar. Estreia nesta sexta feira (20), às 19h, na Sala Multiuso do Centro Cultural Banco do Brasil. Praça da Liberdade, 450, Funcionários. Temporada até 7 de maio, com sessões de sexta a segunda-feira, às 19h. Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada). Informações: (31) 3431-9400. Vendas on-line: www.eventim.com.br

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE TEATRO