Game of thrones: série chega ao fim sem se render aos clichês; veja como foi

Exibido neste domingo (19), derradeiro episódio da maior produção da história da TV foi melancólico, tal qual alertaram os roteiristas D. B. Weiss e David Benioff

por Cecília Emiliana 20/05/2019 00:16
HBO/Reprodução
Drogon, dragão remanescente de Daenerys Targaryen, incendeia a fortaleza vermelha (foto: HBO/Reprodução)
A vigília de mais de 12 milhões de espectadores, finalmente, chegou ao fim. Maior fenômeno televisivo desta década, Game of Thrones teve seu último episódio exibido neste domingo (19). Um encerramento, diga-se de passagem, digno da trajetória da série, que se manteve no ar por oito anos quase sem ceder às fórmulas fáceis dos folhetins. Alguns capítulos chegaram a dar uma escorregada melodramática, tais como o último da sétima fase e os dois primeiros da temporada final. Nada que D.B. Weiss e David Benioff, roteiristas do show, não tenham conseguido contornar.

Agridoce e melancólico — tom adequado ao desfecho de uma atração que, por oito temporadas, exauriu seus personagens e público em longos e intensos conflitos — o derradeiro episódio de GoT equilibrou drama, política e sangue com maestria. Veja como terminou.

Resumo da ópera


HBO/Reprodução
Daenerys termina apunhalada pelo sobrinho e amante, Jon Snow (foto: HBO/Reprodução)

Nem Daenerys com sua loucura; nem Jon Snow com sua bondade; nem Arya Stark com sua coragem.  O trono de ferro, no fim das contas, ficou para Brandon Stark — ou “Bran, o quebrado”, alcunha com que entrou para os anais da história de Westeros. A coroação do jovem nortenho foi uma decisão coletiva, tomada por um conselho formado por integrantes de todas as casas que compõem os sete reinos, sob liderança de Sansa Stark, com participação especial de Tyrion Lannister. 

Favorita ao cargo até o terceiro episódio desta temporada, Danny não recobrou a razão e consolidou-se de vez como tirana. Coube a Jon Snow, seu amante e sobrinho, a ingrata tarefa de contê-la. E ele o fez cravando uma adaga no abdômen dela, enquanto a beijava. O corpo da mãe dos dragões foi recolhido por Drogon, único sobrevivente das três feras da série.

Jon terminou exilado em Castle Black, junto aos patrulheiros da noite, os selvagens (liderados por Tormund), além de Fantasma, seu lobo gigante. Tyrion Lannister teve melhor sorte: foi nomeado mão do rei Bran. Sansa, por sua vez, ganhou um reino só para ela, já que a região de Winterfell foi emancipada a reino independente. Livre demais para a vida de ladie, Arya Stark não voltou para casa com a irmã, tampouco ficou em Porto Real. A heroína da épica batalha de Winterfell preferiu explorar o mundo. 

Chefe do exército dos Imaculados, Grey Worm também foi atrás de outras paisagens. O fiel escudeiro de Danny partiu de navio para a ilha de Nath, terra natal de sua amada Missandei, decapitada por Cersei Lannister no quarto capítulo desta última fase.


Tintim por tintim


HBO/Reprodução
Sansa Stark é coroada rainha do Norte, que torna-se um reino independente de Westeros (foto: HBO/Reprodução)

Logo na abertura do gran finale, temos Tyrion Lannister (Peter Dinklage), Jon Snow (Kit Harington) e Davos Seaworth (Liam Cunningham) caminhando pelos escombros de Porto Real, cidade incendiada por Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) no episódio anterior. Em dado momento, Tyrion decide se separar do grupo para ir até a parte inferior da fortaleza vermelha, onde havia combinado de encontrar Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) e Cersei (Lena Headey), para, então, facilitar-lhes a fuga. O anão, no entanto, encontra apenas os corpos de seus irmãos sob uma montanha de entulhos. 

Já a caminhada de Jon e Davos culmina na cerimônia de execução dos soldados sobreviventes da casa Lannister, comandada por Grey Worm (Jacob Anderson).  Os dois tentam convencer o fiel escudeiro de Danny a poupar os prisioneiros, alegando que a guerra já havia terminado. Worm, porém, diz que se recusa a receber ordens de qualquer pessoa que não seja sua rainha. A conversa fica tensa e os imaculados chegam a apontar suas armas para Jon e Davos, que resolvem tratar o assunto diretamente com Daenerys. 

Enquanto isso, a mãe dos dragões surge nas escadarias da fortaleza vermelha para discursar a seus aliados - o povo Dothraki e o exército dos Imaculados. Emocionada, ela diz que a guerra ainda não terminou. Depois de conquistar Porto Real, Khaleesi faz planos de “libertar” os povos do resto do mundo. “Vocês vão quebrar a roda comigo?", perguntou aos seus exércitos, que não titubearam em reafirmar lealdade a ela. O pronunciamento termina com uma reverência pública a Grey Worm. Danny faz dele comandante de todas as suas tropas, em reconhecimento à sua fidelidade e dedicação. 

Estupefato com a megalomania da rainha, Tyrion aparece no púlpito e é acusado de traição por ele ter mandado libertar Jaime. “Mas você massacrou uma cidade inteira”,rebateu o anão à loira , atirando o broche de vice-rei ao chão. Sem piedade, Daenerys manda prendê-lo para posterior execução. 

Jon, o regicida

None
Herdeiro legítimo do trono de ferro, Jon Snow é condenado ao exílio na Patrulha da Noite

Jon encontra Arya (Maisie Williams) nas escadarias da fortaleza vermelha. A garota alerta o irmão para o fato de que ele sempre representará uma ameaça à Daenerys, uma vez que é o legítimo herdeiro do trono de ferro. “Eu reconheço uma assassina quando vejo uma”, disse a heroína a Snow. Passivo como de costume, ele reafirma sua lealdade à rainha. 

Da fortaleza, o rapaz segue para as masmorras de Porto Real, onde Tyrion está preso. Eles conversam sobre a conduta de Danny. O protetor do norte tenta justificá-la, argumentando que Cersei não deu outra opção à mãe dos dragões. O ex-conselheiro da rainha, entretanto, argumenta que o próprio Jon não teria queimado Porto Real no lugar dela. 

O anão ressalta que, assim como Jon, também ama Daenerys e que, talvez por isso, tenha demorado a perceber sua propensão à tirania. "O amor é a morte do dever", disse Jon, numa alusão a uma frase do falecido mestre da Patrulha da Noite, Aemon Targaryen
(Peter Vaughan). "O dever é a morte do amor", provocou Tyrion, insinuando que Jon deveria matar a rainha e, assim, salvar Westeros do despotismo dela. 

Corta para Daenerys, que, finalmente, fica cara a cara com o trono de ferro. Deslumbrada com o poder, ela relembra sua trajetória — de menina inocente refugiada de Westeros a rainha poderosa. Jon entra na sala do trono e tenta convencer a amada a perdoar Tyrion e demonstrar misericórdia para com o povo de Porto Real. "Não podemos nos esconder atrás de pequenas clemências", retrucou a rainha. Em mais um delírio de grandeza, ela conta a Jon sobre seus planos de conquistar o resto do mundo para transformá-lo em um lugar melhor e o convida para embarcar nessa empreitada. 

Os dois se beijam e é nesse momento que Snow crava uma adaga no abdômen de Danny. Furioso, Drogon solta uma labareda de fogo contra o trono de ferro até derretê-lo. Em seguida, recolhe o corpo de sua mãe e sai voando com ele. 

Vida longa ao Rei Bran

HBO/Reprodução
Eleito por uma espécie de conselho formado pelos líderes das casas de Westeros, Brandon Stark leva o trono de Ferro (foto: HBO/Reprodução)

Grey Worm prende Jon Snow pela morte da rainha. Os líderes dos sete reinos são convocados para decidir o que fazer com ele e Tyrion. Sansa, Arya, Gendry (Joe Dempsie), Sam (John Bradley), Yara (Gemma Whelan), Brienne (Gwendoline Christie) e Robin Arryn (Lino Facioli) participaram da reunião, realizada no Fosso do Dragão. 

Worm não vê a hora de executar os dois traidores, mas Tyrion lembra que essa decisão cabe apenas ao monarca de Westeros — cargo vago naquele momento. Edmure Tully (Tobias Menzies) se oferece para assumir o governo, sem sucesso. Sam sugere uma eleição democrática, mas sua ideia é prontamente rechaçada. Tyrion, então, indica Brandon Stark para o cargo, destacando sua sabedoria enquanto Corvo de três olhos. O anão propõe ainda que a sucessão do trono deixe de ser hereditária e passe a ser decidida pelos lordes e ladies do conselho. Todos aprovam a indicação de Bran. Sansa, porém, pediu ao irmão que o Norte se tornasse um reino independente, no que foi atendida. Bran nomeia Tyrion como vice-rei (mão do rei). 

Jon Snow foi o próximo tópico da pauta. Sansa e Arya o queriam livre, enquanto Grey Worm e Yara exigiam sua cabeça. Bran chegou a um meio-termo para questão: determinou que o filho de Rhaegar e Lyanna fosse enviado de volta à Patrulha da Noite. 

Jon e Tyrion voltam à conversar. O rapaz pergunta ao anão se, no fim das contas, ele fez a coisa certa. O conselheiro do rei pede que ele faça mesma pergunta em uma década e os dois se despedem.

A próxima despedida é a de Snow e seus irmãos. O patrulheiro se ajoelhou diante de Bran e pediu desculpas por não ter estado por perto quando ele mais precisava. "Você estava onde deveria estar", respondeu o novo rei, com sua peculiar serenidade. 

Grey Worm parte com o exército dos imaculados para a Ilha de Nath, terra de sua amada Missandei. Nomeada chefe da guarda real, Brienne lê a biografia de Jaime, que o retrata como regicida. Ela aproveita para completar a história do cavaleiro com as coisas boas de sua trajetória, como a batalha contra o Rei da Noite.

Sansa foi coroada como rainha do norte. Arya, por sua vez, partiu em busca de aventuras e descobertas mundo afora. O conselho real formado por Tyrion; Bronn (Jerome Flynn), o novo mestre da moeda; Sam; Brienne e Davos fazem sua primeira reunião deliberativa sobre os rumos de Westeros. Bran aparece na assembleia, mas logo se ausenta para tentar encontrar Drogon, utilizando seus poderes de warg (pessoa comhabilida de de entrar na mente de um animal)

E assim, finalmente, termina nossa vigília. Aos que pretendem começá-la agora, todas as temporadas estão disponíveis na plataforma HBO Go, para assinantes.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE SERIES-E-TV