Disney sairá da Netflix e lançará serviço próprio de streaming

A nova plataforma será lançada em 2019 e pretende disponibilizar séries, filmes e programas de TV, além de conteúdos exclusivos

por Diário de Pernambuco 09/08/2017 15:19

Pixar/Reprodução
Toy story 4 será uma das produções disponibilizadas pelo serviço de streaming da Disney (foto: Pixar/Reprodução)
A Disney anunciou, nesta terça-feira (8), que irá retirar seu conteúdo da Netflix para a criação de um serviço de streaming próprio. A decisão irá afetar bastante o catálogo da empresa californiana, já que a gigante da indústria cinematográfica detêm, além das animações clássicas, os direitos da Pixar, da nova saga de Star wars e dos filmes da Marvel. O novo serviço vai começar a funcionar nos EUA em 2019 e pretende disponibilizar séries, filmes e programas de TV, além de conteúdos exclusivos para a plataforma. A companhia também pretende criar um serviço de assinatura digital para a ESPN, que será acessado através de um aplicativo.

 

O anúncio foi feito durante a divulgação dos ganhos da Disney no trimestre de junho. Em um contexto de constante expansão digital, a guinada da empresa surge como uma estratégia para adaptar-se ao universo do streaming, hoje liderado pela Netflix, sua futura concorrente. Em 2019, na tentativa de atrair assinantes para a nova plataforma, a Disney irá utilizar do serviço para lançar, após o período em cartaz nos cinemas, produções aguardadas como Toy story 4, a sequência de Frozen e o live action de O rei leão. Atualmente, o catálogo da Netflix comporta filmes como Pocahontas, Toy story 3, A princesa e o sapo, Piratas do Caribe: a maldição do pérola negra e Malévola.

Na ocasião, a multinacional também confirmou o planejamento de um serviço de assinatura digital para a Entertainment and Sports Programming Network (ESPN), emissora de TV por assinatura dedicada a atrações esportivas. Segundo Bob Iger, o diretor-executivo da Disney, a novidade incluirá "aproximadamente 10.000 jogos e eventos ao vivo, regionais, nacionais e internacionais por ano, incluindo Major League Baseball, National Hockey League, Major League Soccer, Grand Slam e esportes universitários". Atualmente, 80% da ESPN pertence a The Walt Disney Company.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE SERIES-E-TV