Crianças que 'invadiram' transmissão da BBC queriam falar com a avó

Mãe do entrevistado, a também professora Ellen Kelly, contou que costumava falar por Skype com o filho e os netos exatamente no mesmo cômodo em que a entrevista era concedida

Reprodução
(foto: Reprodução)

Duas crianças ficaram mundialmente famosas nesta semana ao "invadirem" uma entrevista que seu pai concedia ao vivo para a rede de televisão BBC. Apesar de terem conquistado a internet, os pequenos, provavelmente, tinha pretensões bem mais modestas: queriam apenas falar com a avó. Quem afirma isso é a própria mãe do entrevistado, a também professora norte-americana Ellen Kelly.

Ao jornal britânico Daily Mail, a senhora de 72 anos contou que costuma falar por Skype com o filho e os netos que moram na Coreia do Sul. As videoconferências eram realizadas exatamente no mesmo cômodo onde Robert Kelly concedia a entrevista. "As crianças provavelmente ouviram a voz saindo do computador e deduziram que éramos nós. Foi simplesmente hilário", disse.



No vídeo, que se tornou viral, o professor de ciência política na Universidade Nacional de Busan comentava o afastamento da presidente sul-coreana. De repente, a filha dele, Marion, de dois anos, invade a transmissão. Em seguida, é a vez do bebê James, de apenas nove meses, roubar a cena com seu andador. Para piorar, a mãe das crianças, a professora de ioga Jung-a-Kim, que é casada com Robert há seis anos, se atrapalha toda ao tentar tirar os garotos do local.

A mãe de Robert disse que o filho ficou "um pouco perturbado e provavelmente constrangido" com a situação. Ela, por outro lado, divertiu-se bastante, sobretudo com a entrada estabanada da nora. Ellen espera, contudo, que a repercussão do vídeo não abale a credibilidade do professor. "Eu espero que ele seja mais reconhecido por sua experiência do que por esse episódio, por mais legal que ele tenha sido", pondera.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SÉRIES E TV