Saiba como usar alimentos para tratar o cabelo

Usar comidas naturais para tratamentos capilares tem sido uma prática cada vez mais comum. Especialistas alertam sobre o que pode e o que afeta a saúde dos fios

por Raphaela Caixeta 05/02/2019 13:39
Zuleika de Souza/CB/D.A Press
(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A Press)
Nos últimos anos, parte da sociedade tem tentado se distanciar de produtos industrializados. Da comida à vestimenta e, agora, dos cosméticos. Diríamos que é um resgate das “receitinhas da avó”. Esse “movimento” ganhou força, principalmente, nos Estados Unidos, com mulheres negras que decidiram assumir as raízes e os cachos.

Com a falta de opções para esse perfil no mercado, o jeito foi apelar para as receitinhas caseiras. A atitude deu tão certo que foi muito bem recebida por garotas de cabelo liso, que hoje também lançam mão do que têm na cozinha para produzir tratamentos capilares, indo muito além do leite com mel para clarear o cabelo.

Alicia Lopes, de 20 anos, conta que a primeira vez que se aventurou a tratar os cabelos lisos na cozinha foi há cinco anos. “Sempre usei babosa para hidratar, mas, quando vi uma prima usando azeite e ovo, quis testar também. Até hoje uso azeite, mas parei com o ovo por conta do cheiro”, diz.

Mas a pergunta é: dá para usar tudo o que tem na cozinha? A resposta, definitivamente, é: não. Segundo a cabeleireira e especialista em tricologia Sabrinah Giampá, algumas pessoas têm exagerado e cometido absurdos que podem fazer, inclusive, muito mal para a saúde do fio. “Maisena, maionese, frutas… não recomendo! É um absurdo, porque isso não faz bem. Pode dar uma sensação de emoliência, mas isso não significa que o cabelo está hidratado”, explica a especialista.

Segundo a cabeleireira, as moléculas desses tipos de alimento são muito pesadas e grandes para que o fio consiga absorver, dando uma falsa sensação de tratamento. Na verdade, ele não penetrou o fio, apenas “maquiou”.

A cabeleireira Rosi Ribeiro, dona do salão Via Cachos, alerta quanto ao uso de produtos industrializados comestíveis que podem fazer mal para os fios. “Esses produtos têm corantes, conservantes e vários outros aditivos que prejudicam o fio e podem trazer problemas, como alergias, alopecias, caspas, dermatites…”, alerta a profissional.

CONTRAINDICAÇÃO

Segundo o médico dermatologista Erasmo Tokarski, não há nenhuma contraindicação no uso de produtos culinários para tratar o cabelo. “Não vai cair, não vai danificar o cabelo. O que pode ocorrer é não acontecer nada. Esses tratamentos vêm da cultura popular, então não há pesquisas científicas que os comprovem”, explica.

Ainda segundo ele, produtos como azeite, mel e café têm o poder de tratar os fios em algum aspecto. “Pingar cinco gotas de vinagre em um litro de água, por exemplo, dá brilho e amacia o cabelo. O vinagre também é antisséptico e antibacteriano, o que pode ajudar caso tenha algum parasita. O que não pode é tentar tratar alguma bactéria ou infecção bacteriana com tratamentos caseiros, tem que ir ao médico”, alerta.

A professora de dança e de francês Nathália Souza, de 23, conta que a maior motivação para adaptar produtos de cozinha ao tratamento capilar foi financeira. “Comecei a usar produtos caseiros quando iniciei a transição capilar (para assumir os cachos), em 2012. Como gastava muito com cremes caros, decidi apelar para o que tinha em casa. Hoje, considero que vale muito mais a pena um tratamento assim, tanto pelo valor quanto por ser mais eficaz”, diz. Ela ainda acrescenta que o tratamento que considera mais eficiente é o feito com óleos vegetais, como azeite de oliva e óleo de coco.

Naturalmente belos

Com a ajuda das cabeleireiras Sabrinah Giampá e Rosi Ribeiro, listamos alguns dos tratamentos naturais mais comuns


- Óleos vegetais, como azeite de oliva, óleo de coco, óleo de rícino, óleo de uva


São ótimos para realizar umectações - processo que nutre os cabelos. Sabrinah, entretanto, só indica para quem tem cabelo liso que passou por descoloração.

- Bicarbonato de sódio

Bom para higienizar os cabelos, é considerado um antirresíduos natural. Mas só deve ser utilizado duas vezes por semana

- Vinagre de maçã

Tem o poder de selar as cutículas do fio.

- Água de coco, polpa de coco, abacate, cenoura, beterraba

Têm enorme poder hidratante.

- Pó de café

Apenas pode ser usado se for artesanal, e não industrializado. Pode ser aplicado no couro cabeludo para esfoliação e estimulação da circulação, ajudando no crescimento dos fios.

- Mel

É um ótimo cicatrizante capilar, mas tem que ser o mel puro, não pode ter aditivos químicos, como os industrializados. Ajuda a dar brilho e diminuir o frizz.