Veja dicas e evite lesões na corrida

por Estado de Minas 02/12/2016 12:00
Thais Carvalho / Reprodução Internet
(foto: Thais Carvalho / Reprodução Internet)
Quando se pensa em esporte amador vem logo à cabeça a corrida de rua. Nos últimos anos, a modalidade conquistou uma legião de fãs, entre homens e mulheres, e pelos mais diferentes motivos: emagrecer, manter a forma física, largar sedentarismo ou, simplesmente, por hobby. O fisioterapeuta Igor Montenegro, diretor do Instituto Trata, especializado no tratamento de dores no joelho e no quadril, dá dicas fundamentais para a prevenção de lesão tanto para aqueles que correm apenas nos fins de semana quanto para os que se preparam para correr uma maratona.

Aqueça seu corpo
Antes de qualquer treino ou prova, faça um aquecimento de pelo menos 10 minutos para preparar os músculos e articulações para a atividade. Opte por uma caminhada ou exercícios de coordenação.

Fortaleça a musculatura

Faça treinamentos para ganho ou manutenção da força em dias intercalados com a corrida. Seguir essa rotina de exercícios e saber os principais músculos a serem trabalhados são formas importantes para manter as articulações protegidas.

Concreto, asfalto, grama ou areia
Esses pisos são muitos diferentes e oferecem vantagens e desvantagens para o corredor. A grama, por exemplo, absorve melhor o impacto, porém podem existir buracos e raízes de árvores como obstáculos, favorecendo entorses de tornozelo. Na areia há maior absorção de impacto, mas é necessária maior força e resistência muscular por ser fofa. No asfalto o impacto é maior, mas é regular e linear, sendo mais fácil de correr. Já o concreto não é recomendado por prejudicar a absorção do impacto.

Escolha um bom tênis

Escolher um tênis ideal para corrida e acertar na pisada são itens importantes. Mas não pense que com um tênis resistente ou caro você está livre das lesões: se não tiver força e flexibilidade e muito menos respeitar seus limites, o tênis não vai protegê-lo de uma lesão. É recomendado verificar a necessidade do tipo de calçado para pés pronados, supinados ou neutros, alternar os calçados e verificar a durabilidade, dependendo do uso.

Não ignore a dor
A dor é um aviso do corpo de que algo está fora do normal. Se você tiver alguma dor, não treine. E se a dor continuar, não se automedique: procure seu fisioterapeuta, ortopedista ou clínico geral.

Má alimentação pode provocar indisposição e cansaço
Sentir aquele cansaço depois do almoço ou ter dificuldade para levantar pela manhã não tem nada demais, não é mesmo? A nutricionista Silvia Ribeiro Messalem, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, em São Paulo, alerta para a alta frequência desses sintomas: quando a indisposição e o cansaço começam afetar a rotina, é o momento de procurar um médico. “Falta de vitaminas e minerais de manutenção do corpo, queda na produção de hormônios, atuação contra o estresse oxidativo (produção aumentada de radicais livres) e deficiência na produção dos anticorpos são alguns problemas que podem se manifestar em longo prazo”, ressalta a especialista. Para recarregar as energias e manter a saúde em dia, Silvia indica o consumo de alimentos fontes de vitaminas do complexo B, como castanhas, aveia, arroz integral, fígado, leite e carne. O magnésio também é um excelente aliado no combate ao cansaço.

Wikihow / Reprodução Internet
(foto: Wikihow / Reprodução Internet)
Em caso de fratura
Existem inúmeras situações no dia a dia em que fraturas podem ocorrer. Seja um escorregão, tropeço ou mesmo em acidentes mais sérios, como quedas de bicicleta ou acidentes automobilísticos. O ortopedista Marcos Túlio Caldas, presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia de Minas Gerais, enfatiza que o primeiro cuidado depois de uma fratura é evitar movimentar o local fraturado, pois isso causa muita dor. Se houver mais de uma pessoa para ajudar, melhor. Nas fraturas das extremidades, como punho e tornozelo, pode-se buscar manter o local imobilizado por meio de talas, que podem ser improvisadas com papelão mais grosso, plásticos duros ou madeira, colocados suavemente em volta do local fraturado e presos com fitas, pedaços de pano ou cordas. “Essa imobilização deve, se possível, englobar as juntas acima e abaixo do osso quebrado, evitando que o movimento da articulação produza movimento na fratura. Ao colocar a imobilização provisória, lembre-se de tracionar suavemente o local no sentido do eixo do osso. Isso ajuda a manter o alinhamento do osso no momento de imobilizar”, explica. Depois de imobilizada, a pessoa deve ser levada ao pronto-atendimento mais próximo.

Didi Rodrigues/Esp. EM/D.A PRESS - 16/1/08
(foto: Didi Rodrigues/Esp. EM/D.A PRESS - 16/1/08)
Benefícios da azeitona
A azeitona é um fruto produzido pela árvore conhecida como oliveira. Sua cor pode variar, podendo ser verde, preta ou rosada e, além de ser consumida ao natural, é usada para a produção do azeite de oliva. O fruto, que tem vitaminas A, C, B1 e B2 e sais minerais como, fósforo, potássio, sódio e silício, carrega um óleo rico em ácidos graxos insaturados, excelente para aumentar o bom colesterol (HDL) no organismo. No Brasil, os tipos mais consumidos são azeitona preta, azeitona portuguesa, azeitona verde e azeitona chilena, todas muito utilizadas em diversos pratos da culinária, principalmente dos países mediterrâneos (Portugal, Espanha e Itália).

Mestre yogue em Minas
A sede da organização internacional Brahma Kumaris em Belo Horizonte, que oferece cursos, palestras e retiros sobre diversos temas ligados à qualidade de vida, valores humanos e meditação, recebe durante o mês de dezembro o professor e aluno de raja yoga Ken O’Donnel, autor de mais de 30 livros sobre valores, estilo de vida, integridade no trabalho, liderança e paz. O australiano foi radicado no Brasil há mais de 35 anos e desde então tem coordenado os trabalhos da organização na América Latina. O yogue vai coordenar um seminário no centro de retiros Portal da Paz, na Serra do Cipó, no próximo fim de semana, com o tema “Como se sustentar apesar de tudo”. No domingo, dia 4, às 18h30, O'Donnel vai ministrar palestra gratuita e aberta ao público na sede da Brahma Kumaris (Rua Industrial José Costa, 587, Bairro Nova Granada) sobre meditação e autotransformação. Outras informações e inscrições: www.brahmakumaris.org.br.

Doenças Neuromusculares
Promovido pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o evento “Doenças neuromusculares: novas perspectivas, reabilitação e inclusão social” tem o objetivo de atualizar alunos e profissionais da área de saúde sobre doenças neuromusculares. A programação conta com workshop sobre escala MFM em 1º de dezembro e com simpósio sobre doenças neuromusculares nos dias 2 e 3. Ambas as atividades serão realizadas no Salão Nobre da Faculdade de Medicina da UFMG. As inscrições podem ser feitas até dia 30. Informações no endereço: www.cursoseeventos.ufmg.br.

VÍDEOS RECOMENDADOS