Caipirinha do paulão

23/06/2017 09:00

Ingredientes:

- Caipirinha do Paulão
- 1 mexerica carioca (variedade pequena e com casca mais fina)
- 2 colheres (sopa, rasas) de açúcar refinado
- 2 doses de vodka de boa qualidade
- 1 concha de polpa concentrada de maracujá, sem as sementes
- Gelo
- Material
- 1 coqueteleira
- 1 socador Bolinho de aipimPara a massa
- 4 kg de aipim (mandioca)
- 1 ovo
- Tempero caseiro e cheiro-verde a gosto
- Óleo para fritar

Tradição:

Os mais de 20 anos de história da marca Dutacho conferem aos produtos sabor para ficar na memória. Doces em pasta, compotas e queijos são as especialidades vendidas em lojas em Caxambu e em São Lourenço.

Contato:(35) 3341-7094.

Como fazer Caipirinha do paulão:

Lavar a mexerica e cortar as duas extremidades, de modo a retirar apenas as pontinhas. Cortar em rodelas finas, com casca, e pôr na coqueteleira. Pôr o açúcar e amassar bem com o socador. Pôr a polpa de maracujá e a vodka, tapar e agitar bem. Passar em uma peneira e retornar para a coqueteleira. Pôr o gelo e sacudir antes de servir.



Como fazer bolinho de aipim

Descascar e cozinhar o aipim, até que fique macio, mas sem desmanchar. Escorrer e esperar ficar morno. Com uma faca, remover as fibras do aipim. Passar em uma máquina de moer ou triturador, com o tempero e o cheiro-verde. Despejar em uma vasilha e pôr o ovo. Com as mãos, amassar bem, até que a massa fique homogênea e com liga para enrolar. Separar porções de massa e abrir com as mãos. Pôr o recheio e modelar, fechando bem.

Em uma panela grande, aquecer óleo suficiente para cobrir os bolinhos. Pôr um a um na gordura e deixar fritar em pequenas quantidades. Escorrer em papel toalha.

Para brindar a noite inteira

Passada a folia de Momo, o Sabores de Minas cai na estrada rumo a um dos roteiros mais visitados das Gerais. No mapa, o destino é o Circuito das Águas e seus arredores, que, certamente, vão encher paladares, olhos e olfato de apetitosas descobertas. A primeira parada é em Caxambu, uma das principais estâncias hidromineirais do estado, a 361 quilômetros de Belo Horizonte. Para brindar a chegada, que tal um drinque refrescante, acompanhado de um petisco digno de se lamber os dedos?

Ficou com água na boca? Então, não deixe de conhecer o Bar do Paulão, lugar para ir sem hora para se levantar da cadeira. Simples e acolhedor, o estabelecimento ocupa o espaço de uma antiga mercearia, cujas prateleiras, pisos em cerâmica e balcão foram mantidos, garantindo charme e nostalgia. No comando da casa está o casal Francisco Rodrigues Vieira, o Paulão, e a mulher, Maria de Fátima. É ele quem assume o preparo das famosas caipirinhas à base de vodka ou cachaça, carro-chefe do lugar.

Entre as variedades, a de maior popularidade é a de mexerica e maracujá, bebida que, aos mais desavisados, pode até parecer fraca. Não é. Com quase duas décadas de ofício, Paulão já se tornou um expert no assunto, garantindo o mesmo padrão de sabor em todos os drinques. Para forrar o estômago, Fátima se encarrega de iguarias como o bolinho de mandioca, que chega à mesa sequinho e com tempero na medida.

É ou não é para querer ficar?

Receita fornecida por Francisco Vieira e Maria de Fátima Vieira, de Caxambu:(35) 3341-1763.