Torta olho de sogra

19/05/2017 10:30
 Euler Junior/EM
Euler Junior/EM

Ingredientes:

Para o recheio

- 1 lata de leite condensado
- 1 colher (sopa) de margarina
- 100 g de coco seco ralado
- 200 g de ameixa preta picada
- Para a cobertura
- 350 g de chocolate meio amargo
- 1 caixa de creme de leite (200 g)

Pretinho:

- De sabor marcante, o Café Bento Grão é produzido em Lavras seguindo alto padrão de qualidade. Disponívelem sete variedades, é encontrado no comércio da região e pode ser saboreado em cafeterias da cidade.
- Contato:(35) 3826-0471

Como fazer Torta olho de sogra:

Bater as claras em neve, pôr as gemas e, em seguida, o açúcar. Bater bem. Pôr a farinha de trigo, o chocolate em pó, o fermento e, por último, o leite. Misturar com uma colher e despejar em uma assadeira de aproximadamente 45 centímetros de comprimento. Assar durante 25 a 30 minutos, em forno aquecido a 150 graus. Retirar do forno, esperar esfriar um pouco e cortar a massa em quatro retângulos iguais.

Despejar a água e o leite condensado por cima das partes, para molhar. Reservar. Levar ao fogo os ingredientes do recheio, até obter o ponto de brigadeiro mole (quando começa a se soltar do fundo da panela). Em uma bandeja, montar o bolo alternando camadas de massa e recheio, até finalizar. Para a cobertura, derreter o chocolate em banho-maria ou no micro-ondas e misturar com o creme de leite. Cobrir todo a torta e levar à geladeira.

Sabor antigo de cara nova

Ao lado do brigadeiro e do cajuzinho, o olho de sogra figura, há décadas, como uma das estrelas das festas infantis Brasil afora. O nome, que é mais uma das provocações bem-humoradas à figura da sogra, não tem origem certa, mas, com certeza, remete a boas lembranças. Em Lavras, uma apaixonada pelo famoso docinho resolveu inovar e transformá-lo em uma torta digna de suspiros. Ex-professora da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Mafalda Ângelo Torres desenvolveu seus dotes culinários a partir da solidariedade.

Na escola, havia um projeto de cozinha profissionalizante, em que eu comecei a ensinar culinária como forma de geração de renda. Há 10 anos no ramo de doces e salgados, Mafalda acredita que a criatividade é seu grande diferencial. Contudo, ressalta que a freguesia não abre mão das pedidas tradicionais. Não tem jeito, o pessoal gosta muito das receitas antigas. Mas é bom ter novas opções. Para os amantes dos clássicos, fica a dica desse campeão de audiências.

Agora, com nova roupagem.disputadas.

Receita fornecida por Mafalda Ângelo Torres Lucas, de Lavras: (35) 8835-3893