Dourado assado

19/05/2017 08:40
 Euler Junior/EM
Euler Junior/EM

Ingredientes:

- 1 dourado de aproximadamente 3 kg, limpo pordentro e com escamas
- 3 vidros (90 g cada) de alcaparras
- 400 g de manteiga, mais o suficiente para passar no peixe

Cachaça:

- Como não poderia faltar, segue umadica de boa aguardenteda região.Muito bem recomendada, a cachaça João Mendes, ou JM, é produzida na cidade de Perdões e pode ser comprada na loja Temperos e Cia, no Mercado Municipal de Lavras.
- Contato:(35) 3864-8727

Como fazer Dourado assado:

Passar manteiga por dentro e por fora do peixe, para que fique bem besuntado. Embrulhar o dourado no papel alumínio e levar para assar em uma churrasqueira com tampa, com a brasa não muito alta, deixando cada lado do peixe por cerca de uma hora e meia. O peixe estará pronto quando, ao espetar um palito de dente na carne, soltar um liquido esbranquiçado ou quando as escamas começarem a grudar no papel.

Escorrer as alcaparras e deixá-las de molho na água por 15 minutos. Levar ao fogo a manteiga e, quando derreter, pôr as alcaparras já escorridas, mexendo sem deixar ferver. Servir pedaços do peixe sem a escama, regados com o molho de alcaparras e acompanhados de arroz branco.

Festa que vem da Brasa

De volta a Lavras, os viajantes se deparam com mais uma maravilha vinda das águas. Depois da tilápia, da truta, do piau e da curimba, é a vez de provar o dourado. Cobiçado por pescadores, o peixe, considerado valente, é dono de sabor verdadeiramente único. E é graças a essas e outras tantas característícas ostentadas que o dourado ocupa lugar de destaque na casa de uma família lavrense. Basta o pai anunciar o preparo da iguaria para logo aparecer gente.

Aparentemente guiados pelo aroma do peixe assando na brasa, amigos e parentes surgem afoitos para saborear a iguaria. Mas é preciso seguir um ritual. O dourado com alcaparras de Carlos Frederico Leite, o Fred, leva mais de três horas para ficar no ponto. Por isso, enquanto espera, a turma aproveita para pôr o papo em dia, tomar uma cervejinha e se divertir com os causos do anfitrião, que, além de médico, é cozinheiro e poeta nas horas vagas.

Quando Fred percebe que o peixe está pronto, nem é preciso avisar. Todos já têm os pratos em mãos e os olhares atentos. Dado o sinal verde, a reação é unânime. Esperar, realmente, valeu a pena.

Receita fornecida por Carlos Frederico Leite Corrêa, de Lavras: (35) 9979-0992