Moqueca de dourado

12/05/2017 08:30
 Marcos Michelin/EM
Marcos Michelin/EM

Ingredientes:

- Meio tomate picado
- 1 cebola picada
- 1 colher (chá) de colorau
- 1 colher (chá) de azeite
- Meia colher (chá) de azeite de dendê
- 2 colheres (sopa) de leite de coco
- 400 g de dourado em postas de aproximadamente
- 3 centímetros de altura
- 50 g de camarão limpo
- Suco de 1 limão
- Tempero caseiro (alho e sal) a gosto
- Óleo para fritar
- Farinha de trigo

Rápidoe gostoso

- Paladar e praticidade se unem nos produtos damarca Congelados Aninha, que oferecem um cardápio com receitas saborosas de carnes emassas. Produzidos em Coronel Fabriciano, podem ser comprados em empórios e mercadosda região, inclusive em Ipatinga. Contato:(31) 9124-6371.

Como fazer Moqueca de dourado:

Temperar o peixe com alho, sal e limão. Passar os pedaços na farinha de trigo e fritar em óleo não muito quente, suficiente para cobrir. Deixar escorrer e reservar. Em uma panela, refogar, no azeite de oliva, o tomate, a cebola, o colorau e o tempero. Pôr o azeite de dendê, o leite de coco, o peixe e os camarões. Cobrir com água quente e deixar cozinhar, por 20 minutos, sem mexer e com a panela tapada.

Apetitoso desafio

Desvendar as preciosidades das cozinhas do Vale do Aço é a missão do Sabores de Minas deste mês de julho. Uma viagem que tem a cidade de Ipatinga como ponto de referência, mas também faz escalas em pequenos municípios ao longo do caminho. O primeiro deles é Naque, a 250 quilômetros de Belo Horizonte, uma das melhores paradas para quem está de passagem pela BR-381. Localizado em um ponto privilegiado, que tem o Rio Santo Antônio como cenário natural, o Restaurante do Daniel é famoso por suas moquecas.

Aberta há 17 anos, a casa é fruto de uma expedição que o dono, Daniel Ferreira do Amaral, fez ao longo de 300 quilômetros da rodovia. "Um dia, resolvi pegar o carro e rodar pela região para ver o que era servido nas paradas. Encontrei de tudo, menos peixe. Foi aí que resolvi montar o restaurante", conta. Essa história, somada à experiência de Daniel em outros estabelecimentos, resultou em pratos aclamados pelo público, como os 10 tipos de moquecas e a famosa traíra sem espinha.

"No Brasil, não há ninguém que faça uma traíra como eu", orgulha-se. Desafio lançado, o jeito é conferir.

Receita fornecida por Daniel Ferreira do Amaral, de Naque: (33) 3298-7000