Quibe de bandeja e arroz com lentilha

14/04/2017 09:30
 Marcos Michelin/EM
Marcos Michelin/EM

Ingredientes:

Para o quibe:

- 1 kg de trigo para quibe
- 800 g de carne bovina (patinho), moída duas vezes
- 1 cebola branca média picada
- 1 ml olho de hortelã
- Pimenta-de-cheiro a gosto
- Pimenta-do-reino a gosto
- Sal a gosto
- 1 pitada de canela
- 50 ml de azeite
- Margarina (para untar o tabuleiro)

Para o recheio:

- 400 g de qualquer carne bovina moída
- 1 cebola grande
- 200 g de azeitona
- Tempero a gosto
- Para o arroz com lentilha
- 1 copo (tipo americano) de arroz
- 1 copo (americano) de lentilha
- 2 cebolas médias picadas
- Sal a gosto

Inovação:

- Os bombons de licor e as trufas são estrelas, mas a grande aposta desta Páscoa é o meio ovo de chocolate recheado com damasco. A ousadia fica por conta de uma garrafa de chocolate recheada com rolhas de creme de avelã. Todas delícias da Doce Cacau. Contato:(31) 3287-6120.

Como fazer Quibe de bandeja e arroz com lentilha:

Cozinhar a lentilha em meio litro de água. Em outra panela, fritar as cebolas picadas no óleo, até ficarem douradas, quase avermelhadas. Pôr nessa panela o arroz e sal a gosto. Acrescentar ao arroz a lentilha com a água do cozimento. Deixar secar a água. Reservar. Para o quibe, refogar todos os ingredientes do recheio e reservar. Lavar o trigo e deixar 15 minutos de molho. Espremer o trigo molhado e moer com a cebola picada, a hortelã e a pimenta-de-cheiro em um moedor de carne.

Juntar o patinho moído a essa massa e moer mais uma vez. Temperar com sal, pimenta-do-reino e a pitada de canela. Sovar bem. Untar um tabuleiro médio com margarina. Pôr metade da massa, o recheio e cobrir com a outra metade da massa. Quadricular com uma faca, regar com azeite e levar por 30 minutos ao forno pré-aquecido. Servir com arroz.

Tradição Libanesa

Quem passa pela Praça Raul Soares nem imagina que nos arredores se escondem mãos habilidosas, capazes de preparar pratos libaneses com um toque bem mineiro. Estamos falando de Maria Elizabete Resende Lara, a Bete, que revela sabores da culinária tradicional de família. Os avós maternos eram libaneses e deixaram um legado delicioso de receitas. A receptividade de Bete é a cara de Belo Horizonte e, como moradora de um dos cartões-postais da capital, ela pode se sentir parte desse patrimônio.

Muito da inspiração vem do Mercado Central, ali pertinho, onde a cozinheira se abastece de especiarias. Em meio a uma boa prosa, Bete ensina a preparar o quibe de bandeja, uma receita da mãe, e não deixa de comentar que algumas pessoas têm mania de pôr alho no quibe. "Alho, nunca!" O arroz com lentilhas, também receita da família, é um bom acompanhamento, como atesta a experiência de 40 anos da anfitriã.

Entre as delícias herdadas estão ainda esfirras e charutos de repolho. Os animados descendentes de libaneses, quando se reúnem, não deixam de devorar pelo menos 200 charutos. É um costume. Com os ensinamentos e a boa companhia de Bete, mãos à obra nesta breve viagem ao Oriente Médio.

Receita Fornecida por Maria Elizabete Resende Lara, do Centro de BH: (31) 3222-3315