Gelfite fish

14/04/2017 08:50
 Jair Amaral/EM
Jair Amaral/EM

Ingredientes:

Para o bolinho de peixe:

- 1 kg de peixe inteiro (pode ser dourado ou traíra)
- 4 cebolas cruas picadas
- 4 cebolas fritas picadas
- 1 copo americano de água gelada
- Sal, açúcar, pimenta-do-reino branca a gosto
- 3 ovos inteiros
- 3 colheres (sopa) de farinha de matza (espécie de pão feito de água e farinha, encontrado em BH na Associação Israelita)
- 4 cenouras picadas em rodelas

Para o creme de raiz forte:

- 4 beterrabas cozidas e raladas
- Vinagre, açúcar e sal a gosto
- 2 colheres (sopa) de pó de raiz forte (chreim)

Arte:

- Já ouviu falar em ovinhos de galinha pintados e recheados com chocolate? Taísa Araújo, do Bairro São Bento, em BH, é a responsável pelo trabalho. Ela retira o conteúdo do ovo, esteriliza e enche de chocolate. Depois, pinta artesanalmente a casca. Pura arte! Contato: (31) 8609-6641.

Como fazer Gelfite fish:

Tirar os filés dos peixes e reservar as cabeças e as peles limpas, sem escamas. Moer o filé de peixe com duas cebolas cruas e duas fritas. Pôr em uma bacia e abrir um buraco no meio da massa de peixe. Pôr a água gelada, os ovos e a farinha de matza. Temperar com sal, açúcar e pimenta-do-reino. Mexer bem, molhando as mãos para a massa não grudar. Fazer bolinhos que caibam na palma da mão. Levar à geladeira por 30 minutos.

Em uma panela com água, cozinhar a cenoura, duas cebolas cruas e duas fritas. Temperar com sal, açúcar e pimenta-do-reino. Pôr as cabeças e as peles nessa água para fazer o caldo. Deixar ferver. Pôr os bolinhos de peixe nesse caldo. Cozinhar por 40 minutos. Depois, escorrer a água, resfriar e servir gelado e decorado com as cenouras picadas. Para a raiz forte que acompanha os bolinhos: temperar as beterrabas cozidas e raladas com vinagre, açúcar e sal.

Dissolver o pó de raiz forte em água e juntar à beterraba, obtendo um creme que será servido como acompanhamento.

Vontade de agradar

Família judaica reunida, bolinho de peixe prontinho, louças novas à mesa, cânticos e muita alegria para comemorar. Esta é a noite do jantar de Páscoa da família Lansky, que prepara um ritual para comemorar a libertação do povo judeu do Egito. É esse o significado da Páscoa para a cultura judaica, uma festa da primavera e da liberdade. Sara Lansky e Anete Lansky explicam a tradição e ensinam a fazer o prato principal, gelfite fish.

Segundo elas, durante o ritual, o mais velho da família lê a história da Páscoa, para que os mais novos entendam a tradição. Depois, rezam em hebraico e entoam cânticos, em uma cerimônia da qual todos participam. Por isso mesmo, é dia de muita gente ao redor da mesa. Sara conta que, quando os judeus saíram apressados do Egito, não tiveram tempo de levar comida. Pegaram apenas farinha e água. Dessas matérias-primas nasceu o matza, que é parecido com um pão.

Hoje, os Lansky mantêm a tradição comendo o matza e bebendo um bom vinho na mesma taça. A celebração é mais longa que a cristã: são oito dias de comemorações. "É a festa mais importante do povo judeu. Não é só religiosa. Tem cunho social", comenta Sara. Contando filhos, netos, sobrinhos e convidados, mais de 50 pessoas comemoram a Páscoa com os Lansky, bem ao estilo judeu.

Receita de Sara e Anete Lansky, de Brumadinho: (31) 3879-5847 e (31) 8654-5644