Pão de cebola integral

16/12/2016 09:40

Ingredientes:

- 2 tabletes de fermento biológico
- 1 colher (sopa) de açúcar mascavo
- 500 g de farinha de trigo integral
- 500 g de farinha de trigo comum
- 1 copo (requeijão) de água morna
- Meia xícara (chá) de leite
- Meio copo (americano) de óleo
- 1 ovo
- 1 colher (sobremesa) de sal
- 1 pacote de creme de cebola

Material

- Fôrmas para pão-de-fôrma

Restaurantes:

- Villeiros (32) 3372-1034 Pelourinho (32) 3371-3593 Entreatos (32) 3371-9110 Cantina do Italo (32) 3371-8239 Rex (32) 3371-1449 Empório Real (32) 3371-6787 Chapéu de Palha (32) 3371-4619 Bar do Zotti (32) 3372-1490 Quinto do Ouro (32) 3371-7577

Como fazer Pão de cebola integral:

Dissolver o fermento, o açúcar e duas colheres (sopa) de farinha comum na água morna. Quando essa mistura começar a crescer, acrescentar o restante dos ingredientes, sendo que as farinhas devem ser despejadas aos poucos. Deixar descansar por cerca de uma hora. Pôr a massa nas fôrmas e deixar descansar por mais 30 minutos. Levar para assar em forno médio, por cerca de 40 minutos. Rende três pães.

Naturalmente gostoso

A viagem começa a tomar o gosto de despedida e, é claro, os sabores e personagens da acolhedora São João del-Rei já despertam saudade. Do Centro Histórico, a equipe parte para o Sítio Coqueiro, que fica entre São João e a cidade de Coronel Xavier Chaves. Lá, reinam a paz e o sossego da vida no campo, e a recepção não poderia ser melhor: uma farta mesa de café, com tudo que o bom mineiro gosta e tem direito.

A dona do sítio é Cristina Resende, que, com o marido João, se dedica, entre outras atividades, à criação de gado jersey, à produção de queijos e ao preparo de pães caseiros de aroma e paladar únicos. E, para quem acredita que comida saudável e sabor não combinam, Cristina prova o contrário. O queijo é um exemplo: Temos cuidado com o pasto, não usamos herbicidas e os animais são tratados com homeopatia e fitoterapia.

Não somos radicais, só queremos resgatar o sabor original do queijo, diz Cristina. O sabor, de fato, é único. E para acompanhar a iguaria nada melhor que um pão caseiro, como o preparado por Cristina, incrementado com outros ingredientes, de acordo com a ocasião. Esse eu fiz com creme de cebola, mas fica uma delicia com azeitona, tomate seco e o que mais a pessoa quiser usar, ensina.

Conversa vai, conversa vem e lá se vai quase um queijo e um pão inteiros, com um bom café. Coisas de mineiro que só a gente mesmo compreende.

Receita fornecida por Cristina Resende, de São João del-Rei: (32) 9123-5118