Cocada amassada

09/12/2016 08:20

Ingredientes:

- 450 g de coco fresco, ralado bem fino
- 1 kg de açúcar refinado, mais o suficiente para cobrir a cocada
- 1 copo (americano), não muito cheio, de água
- Manteiga para untar
- Casca de 1 limão raspada
- Material: rolo para abrir massae

Gigante

:

- Bateu a fome, não tenha dúvida. O Cachorrão do Português é uma das melhores pedidas para lanche rápido em Muriaé. Há 20 anos na Praça João Pinheiro, o cachorrão é um exagero no tamanho e no sabor. Experimente: (32) 3721-5895.

Como fazer Cocada amassada:

Em uma panela, fora do fogo, misturar os ingredientes, exceto as raspas de limão. Levar ao fogo por 15 minutos, ou até dar o ponto de bala. Para testar, pôr uma colher do doce em um copo com água. O ponto ideal é verificado quando esse doce forma uma pequena bala mole na água. Untar uma pedra lisa com a manteiga e despejar o doce. Amassar a massa até que ela esfrie. Com as mãos, acertar o doce e passar um rolo até que ele fique com 1 cm de espessura.

Cortar em quadradinhos, deixar descansar por 10 minutos e salpicar açúcar refinado por cima.

Dedicação açucarada

Dedicação e simpatia têm nome e endereço em Muriaé. As palavras descrevem bem Angelina Fernandes, uma de nossas receptivas anfitriãs, que parece ter absorvido toda a doçura de suas quitandas. Doceira há 25 anos, ela não imagina outra forma de viver, ainda que lhe falte tempo até mesmo para se sentar. Só para se ter uma idéia, a despensa da quitandeira está lotada de doces em calda, encomendados para o Natal.

“Nessa época, faço 30 quilos de doce por dia”, conta. Em meio às compotas e tachos, descobrimos uma preciosidade: uma cocada que mais parece bala de coco, ainda mais depois de um feliz “acidente”, que açucarou ainda mais a iguaria. “Esse açúcar que está na cocada é o que saiu dos doces cristalizados, pois estava tudo na mesma vasilha”, confessa, surpresa com nossa satisfação pela mistura. Outra surpresa, que motiva quem acredita em viver a vida intensamente, é o álbum de casamento de Angelina.

“Casei na igreja, com vestido e tudo. Tinha 400 pessoas no dia”, conta orgulhosa. Hoje, o marido é parceiro na produção dos doces e faz os serviços mais pesados, como descascar e ralar cocos. Com tanto amor no preparo das iguarias, não é de se estranhar que o sabor dos doces de Agelina toque até os mais frios corações.

Receita fornecida por Angelina Fernandes Ferreira, de Muriaé: (32) 3721-2739