Peixada dos sem

04/11/2016 09:50

Ingredientes:

- 1 quilo e meio de batatas cortadas no sentido do comprimento
- 6 cebolas cortadas em rodelas largas
- 1 cebola ralada
- 6 dentes de alho amassados
- 2 quilos de tomates maduros, cortados em rodelas largas
- 1 porção (50 g) de azeitonas verdes, sem caroço
- 800 g de filé de tilápia criada em taque-rede aproximadamente oito filés (sem couro, limpos e temperados)
- 750 ml de azeite
- Suco de um limão-capeta
- 250 ml de leite de coco

Onde ficar:

Hotel Central Palace (35) 3264-1414

Hotel Eloiense (35) 3264-1905

Hotel Santa Rita (35) 3264- 1335

Como fazer Peixada dos sem:

Numa frigideira, aquecer o azeite e passar os filés, virando-os de um lado e de outro, rapidamente. Reservar. Aquecer novamente o azeite, pôr a cebola ralada, o alho e sal. Deixar exalar o aroma, sem dourar. Reservar esse molho.

Montagem

Em uma panela, pôr um pouco das rodelas de batata, até cobrir o fundo. Despejar uma concha do molho e acrescentar azeitonas. Por cima, pôr um pouco das rodelas de cebola, até cobrir as batatas. Repetir o processo com o tomate e o peixe, formando três camadas. Sobre a última camada, despejar o leite de coco e a mesma quantidade de água. Levar ao fogo por uma hora, na panela tampada. Quando começar a ferver, pôr o suco de limão.

Retirar do fogo e esperar 15 minutos, com a panela tampada, antes de servir.

Farto clube do humor

Levantar-se da mesa no Restaurante Fazendão, em Elói Mendes, é tarefa difícil. Ainda mais quando chega ao lugar um grupo de amigos que, todas as segundas-feiras, se reúne em determinado bar da região para criar um prato especial. É o Clube dos Sem. Dos sem-vergonha, completa Antônio Silvério Oliveira, um dos integrantes. Segundo ele, a semana do caipira só começa na terça-feira. Por isso, é preciso recarregar a bateria na segunda, para enfrentar os outros dias, explica.

São mais de 30 adeptos do pensamento que se reúnem à espera de que um deles vá para a cozinha. Desta vez, foi Antônio quem preparou, no Fazendão, a peixada do Sem. Feita com tilápia, a maravilha é sublime e encanta pelo tempero e leveza do prato. A receita é preparada em camadas: primeiro as batatas, depois o molho e, em seguida, o peixe e os tomates. O leite de coco e o suco de limão dão arremate.

Antônio faz questão de dizer que não é nenhum chefe de cozinha, mas que, de culinária, entende um pouco. Gosto de cozinhar. Quando vejo um boi, enxergo a picanha e a alcatra andando, brinca. O bom humor é outro tempero que a turma tem de sobra. Mas a melhor pitada desta receita é a simplicidade. Ingrediente típico do Sul de Minas, onde as terras são férteis e ricas. Os sabores inesquecíveis são como os cafezais, existem aos montes e saltam aos olhos, como se convidassem o viajante a servir-se da hospitalidade da casa: o cafezinho mineiro.

Até a próxima.

Receita fornecida por Antônio Silvério Oliveira, de Elói Mendes: (35) 9989-0354