Cocada de maracujá

09/09/2016 08:50

Ingredientes:

- 1 kg de coco fresco ralado
- 1 kg de açúcar refinado
- Meio litro de maracujá azedo (com semente)
- Meia colher (chá) de sal
- 500 ml de leite de coco
- 1 litro de água

Como fazer Cocada de maracujá:

Retirar toda a polpa dos maracujás, com as sementes. Reservar. Em um tacho, pôr a água, o açúcar e o sal. Levar ao fogo até levantar fervura. Pôr o coco ralado e mexer bem. Em seguida, pôr a polpa de maracujá (com as sementes) e o leite de coco. Só parar de mexer quando obtiver uma mistura consistente. Tirar do fogo e mexer até esfriar. Em colheradas, retirar o doce e despejar em uma bancada lisa e seca, para que a cocada endureça.

Domingo de cores e alegria

O Sol ainda não saiu e lá estão eles, arrumando barracas, descarregando os produtos e cumprimentando os amigos. Preparam-se para mais um domingo de feira. Mais um pouco, cores e sons invadem a avenida. É a Feira de Arte, Artesanato e Produtores de Variedade da Afonso Pena, também conhecida como Feira Hippie. Por ali passam, por domingo, cerca de 60 mil pessoas. É uma confusão gostosa que faz parte da minha vida, afirma a doceira Maria Aparecida de Gouvêa Souza.

Há 20 anos na feira, ela diz que mau humor não combina com o lugar. Aqui é ponto turístico. Recebemos gente do mundo inteiro. Não há como não gostar. Ela sabe o que fala, pois sua barraca alto astral é uma das mais procuradas. O motivo? As deliciosas cocadas. As de abacaxi e de maracujá são novidades e agradam a todos. Não há como duvidar. O sabor acentuado das frutas é de fazer com que qualquer gringo esqueça as raízes.

O segredo está no ponto do doce. É preciso mexer bem e ter paciência. Assim, o sucesso é garantido, confessa. Para a cocada de maracujá, ela usa toda a polpa. O doce fica com uma cor linda e as sementes dão charme, revela. Maria Aparecida também dá aula no preparo de quitutes. Só não é boa em idiomas, mas não se aperta diante dos turistas estrangeiros. Sei um pouco de espanhol e algumas palavras em inglês.

Se não consigo me fazer entender pelas palavras, me comunico por gestos. Vale tudo. Só não pode o freguês ficar sem a cocada. Tem toda razão.

Receita fornecida por Maria Aparecida Souza, da Feira da Afonso Pena: (31) 3412-4637