Beijinho doce

22/01/2016 08:20

Ingredientes:

- 500 ml de leite
- 500 g de açúcar
- 900 g de xarope de glucose
- 50 g de coco ralado
- 15 g de gordura vegetal hidrogenada
- 1 pitada de sal
- 1 pitada de bicarbonato de sódio

Onde ficar:

Pousada Cheiro da Terra (31) 3683-1267

Fazenda das Minhocas 3681-1161

Como fazer Beijinho doce:



Gostosa trilha da perdição

Vasto mundo de cores, sabores, frutas e delícias gastronômicas. Da Serra do Cipó, nas cercanias da Região Metropolitana de BH, a Paracatu, no Noroeste Mineiro, a estrada é longa e sempre cheia de surpresas para quem é bom de garfo. Percorrendo o interior do Estado, em estradas asfaltadas ou poeirentas, o viajante encontra sobremesas de nomes curiosos e que seguem, religiosamente, receitas antigas, comidas tradicionais da época da mineração de ouro, tira-gostos de perder o juízo e muitas novidades, como a pinga orgânica, alambicada sem aditivos químicos.

Melhor, impossível! A viagem pelos “Temperos do Cerrado” começa em Jaboticatubas, a 63 quilômetros da capital, onde a grande atração é a natureza exuberante do Parque Nacional da Serra do Cipó. Na cidade, está a fábrica de doces Jabolac, que, segundo seu administrador, Jáder Cruz Cabral Filho, manda beijinho, doce de amendoim, cocadas e outros produtos para São Paulo, Rio, Santa Catarina e Paraná. Vale a pena conhecer, rechear a bagagem e continuar a trilha para desbravar o grande sertão e o Vale do São Francisco.

Leve todos os ingredientes ao fogo e mexa até dar ponto de bala. Desligue o fogo e continue a mexer até que dê para enrolar. O doce pode ter vários formatos, sendo o mais comum em forma de castanha. O ponto de bala pode ser obtido da seguinte forma: logo que a mistura estiver pronta, coloque uma pequena quantidade num copo com água gelada. Quando der para enrolar sem que a massa grude nas mãos, chegou-se ao ponto. Rende 30 unidades. Receita fornecida por Jáder Cruz Cabral Filho, da Jabolac, de Jaboticatubas