Surubim assado no pirão

26/08/2009 10:10
 Jair Amaral
Jair Amaral

Ingredientes:

- 1 kg de surubim em postas
- 2 dentes de alho picado
- 1,5 litro de água
- 2 xícaras (chá) de farinha de mandioca
- 3 batatas cozidas, cortadas em rodelas
- Meia colher (sopa) de açafrão
- Cheiro-verde a gosto
- Tempero caseiro a gosto

Pretinho:

- Encontrado na maioria dos pontos comerciais de Paracatu, o Café Catu é um sucesso. Produzido e comercializado na região, é aprovado por quem já o experimentou, além de ser valorizado como importante produto local. Contato: (38) 3671-1315.

Como fazer Surubim assado no pirão:

Para o pirão, retirar as espinhas e a pele do peixe, com o cuidado de não desmanchar as postas. Refogar essas sobras com tempero, alho e açafrão. Pôr água e deixar cozinhar, até que o caldo fique encorpado. Coar e desprezar a pele e as espinhas. Levar o caldo coado ao fogo e, aos poucos, pôr a farinha de mandioca. Mexer até o pirão engrossar, mas não muito. Despejar o pirão em uma travessa, pôr as postas de peixe e as batatas cozidas, de modo que as postas e as batatas fiquem cobertas, mas não totalmente, pelo pirão.

Levar ao forno por cerca de uma hora e meia.

Combinação de dar gosto

 Jair Amaral
Jair Amaral

Peixada que se preze é acompanhada de pirão. Nada mais gostoso do que combinar as texturas do engrossado de caldo e farinha com a carne do peixe e um arroz branquinho. Se já deu água na boca, imagine se o pirão for levado ao forno com as postas de peixe. Pois esta é a receita da paracatuense Marilda Alves Nascimento, que serve a iguaria em seu restaurante, Sabor da Fazenda, um aconchegante espaço na rodovia que liga Paracatu a Unaí.

Marilda conta que o surubim é um peixe muito apreciado na cidade, talvez pela tradição de sua pesca, embora hoje encontrado em menor quantidade no Rio Paracatu, um dos afluentes do São Francisco. Ex-funcionária pública, ela resolveu se dedicar à cozinha ao se aposentar, resgatando receitas de família e inventando outras. Nossa família é conhecida pelo tempero, diz, sem modéstia. Para deixar o surubim ainda mais atraente, Marilda usa o açafrão, que, na região, é mais apreciado que o colorau.

Fatias de batata cozida finalizam o prato, que, para ficar ainda melhor, só mesmo se servido com uma boa prosa. E, em Paracatu, isso é o que não falta.

Receita fornecida por Marilda Alves Nascimento, de Paracatu: (38) 3679-2089