Você acredita em sorte e azar? Se não, talvez deva repensar

O cantor Mick Jagger vem provando, ao longo dos anos, sofrer do "mal do pé-frio". Você convidaria o ídolo para assistir a um jogo do seu time?

por Luiz Augusto Barros* 12/07/2018 11:09
Reprodução/Instagram
(foto: Reprodução/Instagram)

Um dos grandes ícones do rock mundial, Mick Jagger, vocalista da banda inglesa Rolling Stones, ganhou fama de maior 'pé-frio' do mundo.

E não é mais uma “zoeira” da internet, ele realmente parece não dar sorte para quem torce. A 'maldição' atacou novamente e não poupou, mais uma vez, a terra natal do artista, a Inglaterra. 

O cantor, que estava no estádio de Lujniki, na Rússia, para torcer pelos ‘Three Lions’, viu a seleção do país dele sair na frente, na semifinal da Copa do Mundo. O engraçado é que, antes da partida, Jagger postou no Instagram um vídeo incentivando a Inglaterra, dizendo "C'mon, England! (Vamos, Inglaterra!)
 

C%u2019mon England! %uD83C%uDFF4%uDB40%uDC67%uDB40%uDC62%uDB40%uDC65%uDB40%uDC6E%uDB40%uDC67%uDB40%uDC7F

Uma publicação compartilhada por Mick Jagger (@mickjagger) em

 
 
A Croácia empatou o jogo e, no segundo tempo da prorrogação, conseguiu a vitória de virada, que garantiu participação na final de uma Copa do Mundo pela primeira vez na história do país.

Mas, afinal, você conhece a origem dessa ‘maldição’ e do apelido de ‘pé-frio’?

Tudo começou na Copa de 2010, na África do Sul. Na ocasião, o músico resolveu assistir a alguns jogos das oitavas de final - sempre torcendo para o perdedor. Primeiro, apoiou os norte-americanos contra Gana, que perderam para os africanos. Depois, torceu para a Inglaterra, goleada pela Alemanha. 

De acordo com Jagger, ele foi a um jogo da seleção brasileira, mas que teve pouca repercussão: Brasil 3 x 0 Chile. Ele gostou tanto dos brazucas que resolveu torcer novamente para nós. Em Holanda e Brasil, ele estava lá e nós já sabemos o final.

Para piorar - sim, havia como piorar - ao conceder uma entrevista ao site da Fifa,  Mick Jagger disse que a seleção que mais o impressionava era a "Argentina. Penso que eles têm uma fantástica habilidade para marcar gols, que é o que a Inglaterra não parece muito capaz de fazer neste torneio. Com Tevez, pude ver o quanto eles são bons contra o México, então acho que são impressionantes", contou. Então, os hermanos perderam por 4 x 0 para a Alemanha. 

Em 2014, Jagger afirmou, durante um show em Lisboa, semanas antes da Copa: "Portugal vai ganhar a Copa do Mundo. Final será Portugal e Inglaterra". Portugal e Inglaterra nem passaram da primeira fase...

E tem mais. O maior vexame da história da seleção brasileira e, quiçá, da história das Copas, contou com a presença do músico, in-loco, no Mineirão. Ele e o filho Lucas assistiram ao jogo Brasil e Alemanha. O resultado, bom, deixa pra lá...

Muito se engana quem pensa que foram apenas essas ocasiões. Em 1998, Jagger assistiu a Inglaterra x Argentina, nas oitavas de final, no estádio onde os ingleses caíram nos pênaltis. Em 2006, presenciou o English team contra Portugal. Perderam nos pênaltis, de novo.

Acontece que a fama do inglês não é levada na brincadeira por ele e pela família. Em entrevista ao programa Luciana By Night, o filho dela com o cantor inglês rebateu a fama de 'pé-frio', relembrando a presença do pai em um jogo da Eurocopa disputada em 2016, na França. "Meu pai estava torcendo para Portugal. No começo do jogo, ele fez um vídeo, postou e todo mundo caiu matando. Portugal estava perdendo o jogo inteiro e ganhou nos pênaltis, eu acho, marcaram um gol de último momento", garantiu.

Dias atrás, Lucas Jagger respondeu a uma suposta provocação de Galvão Bueno, que foi rebatida pelo filho do narrador da Globo. "E a Copa continua. Semifinal em St. Petersburg. Grande jogo. França x Bélgica", disse Galvão na legenda. "Casagrande é um herói. Galvão, não", provocou Lucas Jagger nos comentários. Luca Bueno, filho de Galvão, respondeu "Mick é herói. Lucas, não. Chill out, bro (Relaxa, mano)".
 
*Estagiário sob supervisão do editor Benny Cohen 

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']