Avaliação de empresas: confira 7 curiosidades para fazer a sua valuation

Conhecida no mercado como valuation, a avaliação de empresas é um cálculo importante para o seu negócio e por isso deve ser feito corretamente

17/06/2022 16:09
Karolina Grabowska/Pexels
Avaliação de empresas. (foto: Karolina Grabowska/Pexels)
Todos os anos novas empresas surgem para atender as demandas do mercado. E isso faz com elas se esforcem para oferecer um produto ou serviço cada vez mais competitivo. 

Mas como sabemos, um fator usado para diferenciá-las é o seu valuation: um cálculo capaz de estimar o seu valor. Essa informação não apenas garante a elas um maior poder de negociação como garante também a sua visibilidade entre os acionistas e compradores interessados. 

No conteúdo de hoje, você conhece mais sobre o tema e confere dicas exclusivas que podem ajudar o seu negócio. Aproveite e boa leitura!

Confira 7 curiosidades sobre a avaliação de empresas


1 - A presença de um especialista não garante um valuation sem erros     


É bastante comum a visão de que um especialista, ao fazer o cálculo do Valuation de uma empresa, apresentará um valor exato. Contudo, sabemos que alguns indicadores não são objetivos e podem gerar alguns conflitos ou erros.

Dentre os possíveis erros podemos citar:  
  • Projeções de crescimento do negócio fora da realidade;
  • Crescimento das projeções sem o devido reinvestimento;
  • Utilização de múltiplos de empresas de capital aberto para empresas privadas de pequeno porte;
  • Tratar uma empresa pequena em termos de risco da mesma forma de uma empresa de capital aberto; 
  • Tratar os documentos contábeis como documentos exatos e isentos de erros.

Ou seja, se você pretende ter um valuation preciso, é necessário pesquisar com atenção a consultoria que vai contratar. 

2 - Contadores não são preparados para fazer valuation


A grande maioria dos contadores são qualificados para um único método de avaliação de empresas: o método contábil, no qual o valor do negócio é o resultado da diferença entre ativos e passivos presentes no balanço. Melhor dizendo, essa é uma forma de avaliar sua empresa, mas não é a mais adequada, especialmente se ela tem boas perspectivas de crescimento. 

Além disso, a avaliação de empresas não é a única atividade no escopo de um contador, fazendo com que ele não seja um especialista no assunto. Uma tendência à imparcialidade e a falta de certificação na área também são fatores que podem causar erros no valuation feito por um contador. 

3 - O valor da sua empresa provavelmente não é o seu faturamento multiplicado por 10 


Os múltiplos usados nesse tipo de avaliação de empresas são feitos através de fórmulas com o intuito de simplificar o processo de valuation. Contudo, sabemos que ele não é tão confiável assim, pois nem sempre apresenta regras claras.
 
Por isso, tome sempre muito cuidado com fórmulas prontas e tenha em mente que um cálculo que funcionou para a empresa X não necessariamente resultará em um valor justo e preciso para sua empresa.
 

4 - O valor de uma empresa concorrente não determina o valor da sua


A avaliação relativa realmente é um método de valuation, mas ele requer um cuidado extra, especialmente por parte do avaliador. Ele deve se atentar durante a seleção das empresas que servirão como parâmetro. Além de escolher empresas similares, é preciso observar questões como o momento do seu ciclo de vida ou mesmo o porte das empresas.

5 - Não é necessariamente o investidor ou o comprador que dita o valor da sua empresa


A ideia de que valor de uma empresa é determinado por quanto o comprador está disposto  a pagar está errada e pode acabar desestimulando a avaliação da empresa. No entanto, embora essa visão não seja totalmente equivocada, o valuation é um processo extremamente necessário.

Isso porque o valor da transação deve ser ditado pelos envolvidos (comprador e vendedor), que podem negociar ou mesmo desistir da operação. E com o valuation em mãos, o vendedor terá muito mais subsídios para justificar seu preço. 

6 - Avaliações diferentes podem gerar valores diferentes


A Avaliação de Empresas possui um alto grau de subjetividade, e um laudo emitido pelo especialista nada mais é que seu ponto de vista em relação ao valor daquele ativo. 

Para exemplificar: caso diferentes profissionais usem o método do fluxo de caixa descontado (somente os números de entradas para chegar no valor final), podem variar de forma drástica, pois cada especialista pode ter uma percepção diferente sobre a capacidade e risco da empresa, entre outros indicadores.

Ou seja, mesmo com resultados diferentes, não se pode dizer que alguma das avaliações está errada. Isso ocorre porque o valuation não é uma operação exata e leva em conta uma série de elementos subjetivos. 

7 - Você não deve avaliar sua empresa somente na hora da venda 


A venda é um momento em que obrigatoriamente se deve levantar o valuation de uma empresa, mas ainda sim não é o único. Existem inúmeras situações que podem levar um empresário a buscar esse serviço.

A avaliação da empresa pode ser feita, por exemplo, para subsidiar projetos de expansão e outras decisões estratégicas, para atrair investidores, durante a entrada e saída de sócios, entre outras ocasiões.

O mais importante a ser lembrado sobre o Valuation é que ele precisa ser feito por uma empresa especializada no assunto. A Valutech, como ótimo exemplo no mercado, oferece a opção de valuation online para os empreendedores que buscam mais praticidade e rapidez. Suas metodologias são confiáveis, seus relatórios ficam prontos em minutos e seus preços são super acessíveis. 

MAIS SOBRE NEGÓCIOS