Covid-19: Brasil suspende acordo de vacina com a empresa Bharat Biotech

O Brasil suspende contrato de US$ 324 milhões, que fornecia 20 milhões de vacinas para a COVID-19

30/06/2021 17:50
Edilson Rodrigues/Agência Senado
(foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

 
O deputado federal Luis Miranda disse, na última sexta-feira, ao comitê do Congresso que examina a resposta do presidente Bolsonaro à pandemia que se encontrou com o presidente em março, no qual descreveu uma série de irregularidades na compra da vacina Covaxin produzida pela indiana Bharat Biotech International Ltd.
 
Um dos principais senadores da oposição apresentou, na segunda-feira, uma queixa formal contra Bolsonaro na Suprema Corte. O senador Randolph Rodriguez disse que deseja que o tribunal investigue "acusações graves" e descubra por que Bolsonaro "não tomou nenhuma atitude depois de ser notificado da existência de um gigantesco esquema de corrupção no Ministério da Saúde".
 
Esta também é a primeira vez que senadores que investigam a resposta do governo à pandemia investigam alegações de corrupção envolvendo aliados próximos do governo, de acordo com a plataforma financeira IQ OPTION.
 
Até agora, eles se concentraram mais nos atrasos na compra de vacinas e na propaganda governamental de tratamentos COVID não comprovados.

Erro ao renderizar o portlet: 0000 - Main - Vitrine

Erro: 

MAIS SOBRE NEGÓCIOS