Facilidade de acesso ao crédito aquece o mercado imobiliário

13/08/2018 16:01
Concorrência entre bancos e diminuição da taxa básica de juros da economia facilita o acesso ao financiamento imobiliário.


O sonho da casa própria é uma realidade para muitos brasileiros. Nos últimos anos, a crise do setor imobiliário deixou os números não muito favoráveis para quem procurava investir com segurança. Em 2018, as imobiliárias começam a retomar o fôlego. 

Segundo Reinaldo Branco, diretor da RB Imóveis, “ O ano de de 2018 tem consolidado o começo da recuperação do mercado imobiliário. Entre 2015 e 2017, sofremos grandes perdas com a  crise econômica. Nos últimos meses, entretanto, o cenário tem mudado.” Ele comenta. 

De acordo com dados da Serasa, neste ano houve um  um aumento de 22% nas unidades imobiliárias lançadas e de 12% nas vendidas. 
As boas notícias para o setor acompanham a política de facilidade de acesso ao crédito imobiliário. O financiamento ganhou alguns reforços e os efeitos já estão sendo observados.

Para quem deseja ter um imóvel próprio ou investir, é o momento de entender o cenário. 

A queda dos juros e o aumento da concorrência

A Caixa Econômica Federal é o principal agente financeiro quando se fala em financiamento imobiliário. Durante muitos anos, sua hegemonia foi indiscutível, mas, nos últimos anos, o cenário tem mudado.

Os bancos privados, como Itaú, Santander e Bradesco, têm disputado a preferência de quem deseja adquirir um imóvel. Diante da concorrência, há uma competição com condições diferenciadas. Os bancos privados foram os primeiros a reduzir as taxas do financiamento, o que forçou a Caixa a baixar os seus valores para não perder mercado.

A concorrência é muito interessante para o consumidor, que é o maior beneficiado. Com a competição, não são apenas os juros que ficam menores. Também é possível encontrar condições diferenciadas, como o percentual a ser financiado e até características especiais de pagamento.

O crédito não apenas fica maior, como se torna acessível em vários aspectos. 
Outro fator que contribui para o efeito é a diminuição da taxa Selic — a taxa básica de juros da economia brasileira. Em junho de 2018, o valor foi mantido em 6,5%, que é considerado o menor da história.

Com a redução desse encargo, o financiamento tende a ficar mais barato. Como consequência, as pessoas se sentem dispostas a fazer uma aquisição de imóvel, o que aquece o mercado.


O otimismo e a estabilidade rumo ao crescimento

Além das características econômicas da taxa de juros, o crédito imobiliário tem se tornado acessível graças aos incentivos dados ao setor. Já que o mercado de imóveis é um dos mais importantes da economia, o governo tem realizado esforços para melhorar a oferta de crédito — tanto para os clientes, quanto para as instituições financeiras.

A liberação dos recursos do FGTS inativo em 2017, por exemplo, injetou, em média, R$ 30 bilhões na economia. Muita gente utilizou o valor para dar início ao sonho da casa própria, o que ajudou na retomada do setor.

Nos últimos anos, também têm sido realizadas mudanças nas regras, como reajustes dos valores financiados e medidas para imóveis populares, intermediários e de luxo.

Essa interferência do governo é vista com bons olhos porque ajuda o setor a recuperar parte dos negócios perdidos ao longo da crise econômica. Além de tudo, é um jeito de criar condições simplificadas para que os clientes decidam tomar o primeiro passo rumo à contratação de um financiamento.

Com a economia dando os primeiros sinais de recuperação, empresas como a RB Imóveis, em Belo Horizonte, se preparam para absorver uma nova onda de consumo. Como resultado, diversos lançamentos chegam ao mercado.

Para quem deseja comprar o imóvel dos sonhos, essa é uma excelente oportunidade. 

A imobiliária conta com uma carteira ampla, com opções para todos os gostos, necessidades e bolsos. Com unidades modernas, funcionais e cheias de qualidades, a compra se torna cada vez mais oportuna.

Além de tudo, há uma elevação na oferta de imóveis. Motivados pelo aumento do crédito imobiliário, os lançamentos ainda superam a demanda. Como resultado, os preços ficam muito atraentes. Ao somar isso à redução dos juros, o custo efetivo total sofre uma queda importante.
 
Graças às condições tão interessantes, esse pode ser o melhor momento para fazer aquele financiamento tão desejado!  Para saber mais, clique aqui e entre em contato com a RB Imóveis.

Serviço
RB Imóveis
Endereço: Av. do Contorno, 8.000 Loja 3 - Lourdes - Belo Horizonte - MG
Telefones: (31) 3275-1510
E-mail: rb@rbimoveis.com.br
Site: www.rbimoveis.com.br

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE NEGÓCIOS