Grupo de pagode acusa Naiara Azevedo de plágio em música

Cantora sertaneja gravou clipe da música que foi lançada em maio pelos músicos de Brasília

Reprodução/YouTube
De acordo com o Di Propósito, nem a Naiara e nem o Dilsinho entraram em contato com o grupo (foto: Reprodução/YouTube )

Uma polêmica no mundo da música toma conta das redes sociais desde a noite desta terça-feira (8/10). O grupo de pagode Di Propósito, de Brasília, acusa a cantora Naiara Azevedo de plágio nos arranjos da música Manda áudio, de que a sertaneja gravou um clipe ao lado do pagodeiro Dilsinho.
Os músicos brasilienses lançaram a música dos compositores Cláusio Dutra, Bruno Mandioca e João Matheus em maio deste ano.

Apesar de a gravação do clipe de Naiara ter sido feito nessa terça-feira, a equipe do Di Propósito diz que reconheceu os arranjos, feitos por Boris e Jota Moraes, em trechos dos bastidores publicados nas redes sociais (veja abaixo). 

“Por que não fomos convidados? Naiara Azevedo e Dilsinho manda áudio. Não tínhamos noção de onde nosso som está chegando e que está agradando tanto as pessoas. Inclusive, regravando com o mesmo arranjo, né? Criatividade! Teria mais a ver se tivesse nos convidado né Naiara? Haha Quem concorda? Não recebemos este áudio”, reclamou o grupo em rede social.

Ao Correio Braziliense, o pandeirista do grupo, Xande de Castro, diz que o grupo tomou conhecimento do caso após várias pessoas começarem a mandar mensagens. "A gente não está acusando (Naiara) de ter roubado, nem nada disso. Eles poderiam até gravar a letra tranquilo, porque o compositor pode vender já que a gente não tinha exclusividade (na compra da letra), mas o arranjo é o mesmo que o nosso, aí já não podia usar. Ficou o seguinte: o Di Propósito tocando e a Naiara cantando”, alega.

Ainda de acordo com Xande, nem a Naiara e nem Dilsinho entraram em contato com o grupo e que só um dos compositores falou com o grupo sobre uma “falha de comunicação” . “A gente ainda não sabe muito o que fazer, a gente não quer brigar. É só importante lembrar que eles não poderiam ter pegado o arranjo", reitera.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da cantora Naiara Azevedo, mas ainda não recebeu um retorno. Mas, na manhã desta quarta-feira (9/10), Naiara postou uma série de stories no Instagram para se defender. A cantora afirmou que já sabia que a música tinha sido gravada pelo grupo brasiliense, mas que nunca tinha ouvido e que comprou os direito autorais e de exclusividade da canção. Ela também elogiou e disse que passou a ser fã do Di Propósito, mas lamentou a publicação em rede social "por não ter de irregular."

“Eu só ouvi uma versão dos compositores que foi de quem recebi. Eu falei que ia gravar e paguei. A música não é do grupo de pagode. Eu não roubei a música de ninguém”, afirma. Sobre os arranjos da música, a sertaneja reafirmou que não conhecia a versão. “Eu não toco instrumento nenhum. A música não está terminada e nem foi lançada. Nem a voz que eu gravei (no clipe) é definitiva”, destacou a cantora. Naiara também destacou que Dilsinho era apenas convidado na música.

Ouça o clipe de Manda áudio gravado pelo Di Propósito


['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA