Em noite histórica, Jota Quest, Pato Fu, Skank e Tianastácia se reúnem em prol do projeto social Querubins

Projeto antecipa as comemorações pelo aniversário de Belo Horizonte

por Mariana Peixoto 06/11/2017 23:02
Marcos Vieira/DA Press
(foto: Marcos Vieira/DA Press )

Integrantes do Jota Quest, Skank, Tianastácia e Pato Fu quebraram a cabeça para lembrar alguma vez que estiveram reunidos no mesmo palco. Talvez uma edição do Natal Sem Fome, evento beneficente que teve algumas edições em BH no fim dos anos 1990, disse Rogério Flausino sem saber exatamente quando foi.

Isto só aumentou a importância da noite desta segunda-feira, quando as quatro bandas se apresentaram no Palácio das Artes. O show, com ingressos esgotados, foi em prol do projeto Querubins, criado por Magda Coutinho há 23 anos. "Éramos cinco crianças e eu tentando salvar a Praça JK (Sion) plantando árvores em garrafas pet", contou que ela. O Querubins hoje ocupa um espaço de 10 mil metros quadrados na Vila Acaba Mundo. Entre as crianças que participam do projeto está Caetano da Silva, de 11 anos (há seis no Querubins), que abriu a noite com uma apresentação de trapézio.

Com Tutti Maravilha como apresentador da noite, que antecipou a comemoração dos 120 anos de BH, cada uma das bandas apresentou cinco canções de seu repertório.

Pato Fu abriu a noite com Ando meio desligado, Depois é Sobre o tempo. Fernanda Takai se lembrou que as quatro bandas optaram por continuar vivendo em BH.

Jota Quest apresentou uma parte de seu show acústico, apresentado sexta e sábado também no Palácio das Artes. Ao convidar Samuel para o palco, para dividir os vocais em Do seu lado, Rogério garantiu o primeiro grande momento da noite, quando todo o Palácio das Artes se levantou para cantar junto.


Samuel fez um chamado para que a noite desta segunda se torne um evento anual, o que foi sendo reforçado ao longo da noite. A cada intervalo das bandas, Tutti convidava os vocalistas ao palco para bater papo.

Fernanda contou que a Pampulha é seu lugar preferido; Rogério o Centro de BH; Samuel a região entre Santa Efigênia e Funcionários; Podé a Praça do Papa e Maurinho Nastácia o Mercado Central.

Skank foi a terceira banda a subir no palco. Com um início voltado para as baladas, levantou o público ao mandar, em sequência, Vou deixar e Saideira. Esta última contou com a participação de Maurinho e Podé Nastácia nos vocais.

Encerrando a noite, o Tianastácia levou todos para o palco com O sol, música de Antônio Júlio Nastácia.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA