Luiz Gabriel Lopes, do Graveola, lança seu terceiro álbum solo 'Mana'

Músico mineiro realiza show no Teatro Bradesco. Laura Catarina, de quem ele produz o primeiro CD, participa em faixa gravada por Ceumar

por Ana Clara Brant 11/10/2017 08:49

Maria Vaz/Divulgação
Músico contou com a colaboração de mais de 400 pessoas no financiamento coletivo de seu novo disco. (foto: Maria Vaz/Divulgação )

''Mana é a eletricidade que irradia dos gestos e das coisas; é a força que organiza a vibração das plantas na frequência do vento; é a reconciliação com o feminino.'' É assim que o cantor e compositor Luiz Gabriel Lopes explica o nome que escolheu para o seu terceiro trabalho solo e que será lançado nesta quarta-feira, 11, com show no Teatro Bradesco.

Segundo o músico – que hoje vive na ponte aérea BH-São Paulo, ou melhor, ''na ponte-rodoviária'', como ele mesmo frisa – existe uma discussão hoje na antropologia de que tudo no universo, sejam objetos ou seres vivos, tem uma energia vital. ''E Mana tem a ver com isso. Esse conjunto de canções tem uma espécie de campo magnético que estou oferecendo ao universo. É uma maneira de contribuir para a construção de um mundo melhor, ainda mais em tempos tão difíceis. Acho que a música tem esse papel'', diz o artista que também desenvolve um trabalho coletivo, com o Graveola, reconhecido na cena musical independente.

Luiz conta que algumas das faixas que fazem parte do repertório já o acompanham há alguns anos e têm uma história particular nos muitos shows que vem fazendo. Há outras que são criações mais recentes. ''Estou sempre compondo e poderia ter pelo menos umas 30 músicas neste trabalho. Mas quis fazer algo mais enxuto, diferente dos meus outros álbuns (Passando portas e O fazedor de rios). Fui experimentando durante algumas apresentações para ver qual música entraria. É um processo lento, e consegui descobrir qual era a ressonância e a costura entre essas composições'', diz.

BANDO O resultado final são 10 faixas, sendo que a quinta, O cangaço lírico, é instrumental. O cantor e guitarrista conta que é como se essa vinheta fizesse uma transição entre um fictício lado A e um lado B do álbum. ''E esse cangaço, que são os músicos que estão comigo no disco – Téo Nicácio (baixo), Mateus Bahiense (bateria e percussão) e Daniel Pantoja (flautas) – são parceiros que fiz ao longo desses anos de estrada e que senti que estavam numa mesma sintonia que eu para fazer e produzir o Mana. Brinco que não são uma banda, mas um bando.''

O disco – que teve a produção de Lenis Rino – ainda conta com duas participações especias: a cantora Ceumar, que solta a voz em Quiléia (parceria de Luiz Gabriel e Paulo César Anjinho) e o compositor e saxofonista Maurício Pereira, em Caboclin (Gustavito e Thiago Braz). Como Ceumar não estará no palco hoje, Luiz Gabriel Lopes convidou a cantora e compositora Laura Catarina, filha de Vander Lee (1966-2016) para fazer uma participação. ''Eu e o Kiko Klaus estamos produzindo o primeiro disco dela, que deve ficar pronto em breve'' avisa.

VAQUINHA VIRTUAL Mana está disponível nas plataformas física e digital e foi viabilizado graças ao financiamento coletivo, com a colaboração de mais de 400 pessoas. Luiz Gabriel se define como um artista muito ligado ao ambiente virtual, seja na carreira solo ou no Graveola, e justamente por isso a aproximação com o público acaba sendo mais intensa. ''A internet possibilita um contato muito direto. A gente vai desenvolvendo quase uma intimidade, e a trajetória do artista independente está muito ligada a esse universo. Por isso, essa coisa da vaquinha virtual tem tudo a ver. Tive contribuição de gente de Rondônia, do Acre e até fora do país. O financiamento coletivo complementa esse processo de aproximação'', ressalta.

 

Abaixo, ouça Quiléia

 


Luiz Gabriel Lopes
Show de lançamento do disco Mana. Quarta-feira (11/10), às 20h, no Teatro Bradesco (Rua da Bahia, 2.244, Lourdes, (31) 3516-1360. Ingressos: R$ 15 (inteira) e R$ 7,50 (meia). Classificação indicativa: livre. Mais informações: teatrobradescobh.com.br.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA