Tribalistas lançam novo álbum e apostam em nova geração de músicos

Quinze anos após o sucesso do primeiro trabalho, trio lança nesta sexta-feira, 25, uma leva de 10 novas canções

por Redação EM Cultura 25/08/2017 09:05
Divulgação
Carlinhos Brown, Marisa Monte e Arnaldo Antunes lançam o segundo disco dos Tribalistas. (foto: Divulgação)
Em 2002, Marisa Monte, Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes se reuniram para formar o grupo Tribalistas. À época, os artistas colocaram na praça um disco de estúdio que marcou a música nacional e conquistou crítica e público com as faixas Já sei namorar, Carnavália e Velha infância. Quinze anos se passaram e, nesta sexta-feira, 25, o grupo lança o segundo disco, também homônimo, que conta com parcerias de uma nova geração de músicos como Brás Antunes (filho de Arnaldo) e Pedro Baby (filho de Baby do Brasil e Pepeu Gomes). 

Às quatro faixas disponibilizadas no início de agosto - Diáspora, Um só, Fora da memória e Aliança - juntam-se mais seis, assinadas e produzidas pelos músicos. São elas: Baião do mundo, Feliz e saudável, Ânima, Lutar e vencer, Trabalivre e Os peixinhos – nessas duas últimas, o trio se uniu à cantora e compositora portuguesa Carminho. A capa do álbum, assim como as ilustrações do encarte, são assinadas pelo artista plástico Luiz Zerbini

Tribalistas pode ser ouvido nas plataformas digitais, incluindo Spotify e YouTube, e ganhará versão em CD e DVD, lançados pela gravadora Universal Music, ambos gravados no Rio de Janeiro entre 20 de março e 2 de abril de 2017. O disco também chega em meio a rumores de uma possível turnê nacional - a primeira do grupo - no início de 2018, com show que juntaria as composições dos dois álbuns. 
 
Na ocasião do anúncio do novo trabalho, em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, no dia 10 de agosto, Arnaldo Antunes disse: ''Não é volta dos Tribalistas, porque os Tribalistas nunca foram. A gente sempre esteve aí''. E acrescentou, sobre a música Um só: ''Ela fala da convivência com as diferenças. A gente vê um momento que está tudo muito dividido e a gente gosta de poder juntar as coisas e poder conviver com os paradoxos e contradições''. 
 
Sem deixar a zona de conforto que lhes alçou ao êxito, Tribalistas não traz mudanças na sonoridade e repete algumas fórmulas manjadas em músicas como Aliança, Feliz e saudável, Ânima e Fora da memória. No entanto, Marisa, Carlinhos e Arnaldo se mostram antenados com os problemas do Brasil e do mundo ao abordar temáticas sérias em faixas como Diáspora, Um só, Trabalivre e Baião do mundo. Fora da memória prova que eles não se esqueceram como coordenar com maestria seus diferentes timbres vocais e, por fim, encerram o disco com a letra pueril de Os peixinhos, que conta com a participação de Carminho tanto no vocal quanto ao remeter ao fado português nos instrumentais. 

Abaixo, ouça o disco Tribalistas
 

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA