Celebrando o Dia do Rock, Joel Hoekstra se apresenta em BH

Guitarrista do Whitesnake terá a companhia de Wilson Sideral e outros mineiros no palco do Hangar 677

por 13/07/2017 08:00


Rick Wilking/REUTERS
(foto: Rick Wilking/REUTERS )
Hoje,13 de julho, é o Dia Mundial do Rock. E Belo Horizonte tem uma celebração de peso, pois o guitarrista Joel Hoekstra (foto), do Whitesnake, está na cidade para se apresentar com cinco músicos mineiros. A celebração será no Hangar 677, nos Bairro Olhos D’Água, a partir das 20h30. A banda que recebe o ilustre convidado é formada por Teófilo Laborne, baterista do Led III, banda cover do Led Zeppelin, e que hoje atacará de vocalista; o guitarrista Matheus Ribeiro; o baixista Flávio Simões; o tecladista Chris Simões; e o baterista André Bastos. Wilson Sideral também sobe ao palco para uma participação.

Como Joel Hoekstra veio parar em BH? A história é curiosa. Laborne é ex-nadador olímpico e recordista mundial do revezamento 4x100m livres. Estava na Espanha e tinha se classificado para a final do revezamento nos Jogos Olímpicos de Barcelona’92. Em reportagem para a TV, Laborne e os companheiros de competição Rogério Romero, Fernando Scherer e Gustavo Borges aparecem cantando To be with you, do Mr. Big, grupo que tinha Eric Martin como vocalista.

Em turnê no Brasil, Martin queria uma banda para abrir os shows do Mr. Big. Laborne conta que sempre tocava com os irmãos Flávio e Chris Simões, e um amigo, ao ver a gravação na TV, disse que existia a possibilidade de conseguirmos a vaga para abrir o show do Mr. Big. “Gravamos e mandamos o vídeo. A surpresa foi sermos escolhidos. O Martin, quando o conheci, me tratava como músico. Não sabia que eu era nadador. E eu cantava a música dele. Ficamos amigos”, lembra-se Laborne.

No início deste ano, os mineiros foram convidados para participar do Rock and Roll Fantasy Camp, festival que coloca músicos amadores com grandes estrelas da música, em Los Angeles. “Foi viver um sonho”, relata Laborne, acrescentando que estavam lá Glenn Hughes (Black Sabbath, Deep Purple), Ian Paice (baterista do Deep Purple), Steve Morse (guitarrista do Dixie Dregs e do Deep Purple), Mark Farner (vocalista e guitarrista do Grand Funk Railroad), além de Hoekstra. “Não acreditava que estava ao lado desses caras”, diz o ex-nadador.

No café da manhã no hotel, por causa de uma simples torrada, Ian Paice se sentou à mesa com Laborne. “Ele falou do evento, contou histórias. No dia seguinte, novamente eu tomava café e ele se assentou na mesma mesa. Nesse dia contei que era nadador e que tinha ido à Olimpíada. Conversamos umas duas horas.”

“Tocamos um monte de músicas do Deep Purple. Ele estava numa bateria e eu em outra. No final do show, fizemos um duelo de bateria, que foi sensacional. Ao agradecer ao público, ele se aproximou de mim, pediu para me dar um abraço e falou: ‘Você é mais que um nadador’. Ganhei meu dia.”À noite, houve o sorteio para definir com quais lendas do rock os mineiros tocariam. Para a surpresa de Laborne, ele e seus amigos foram sorteados para tocar com Hughes e Paice.

Durante uma semana, Laborne, Matheus, Flávio e Chris viveram um sonho, convivendo com os astros do rock, incluindo o amigo em comum Joel Hoekstra. Os mineiros o convidaram então para vir a Belo Horizonte. “Ele propôs de fazermos um show juntos no Dia Mundial do Rock”, conta Laborne, feliz de participar da festa e poder tocar com “o amigo americano”.

DIA MUNDIAL DO ROCK
Show com Joel Hoekstra (Whitesnake) e convidados, Gamp e Poison Gas. Hoje, a partir de 20h30, no Hangar 677 (Rua Henriqueto Cardinalli, 121, Bairro Olhos D’Água). Ingressos: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia, mediante doação de 1kg de alimento não perecível). À venda na Chilli Beans e no www.sympla.com.br. Classificação 18 anos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA