Gilvan de Oliveira faz show em BH para lançar songbook

Com 236 páginas, o livro traz 33 partituras, além de CD com 35 faixas. O projeto é dedicado à memória de Fernando Brant

por 07/07/2017 07:00
Leandro Couri/EM/D.A Press
(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press )
O violonista Gilvan de Oliveira, de 60 anos, comemora quase meio século de música. Amanhã à noite, no Cine Theatro Brasil Vallourec, o mineiro lança o songbook dedicado à sua trajetória, projeto viabilizado pela Natura Musical.

Com 236 páginas, o livro traz 33 partituras, além de CD com 35 faixas. O projeto é dedicado à memória de um velho parceiro e amigo de Gilvan: o letrista Fernando Brant, fundador do Clube da Esquina, que morreu em 2015. A dupla compôs Amanhecer, O beco e Nossa cidade, entre outras canções.

No show, o violonista mineiro mostrará 14 músicas – entre sambas, maracatus, valsas e frevos. Algumas são inéditas, adianta Gilvan, que estará acompanhado por Breno Mendonça (sax), Felipe Moreira (teclados), Ivan Correa (baixo) e Serginho Silva (percussão).

Filho de violonista e neto de sanfoneiro, Gilvan estreou aos 11 anos em sua cidade natal, Itaú de Minas, como baterista de uma banda de baile. Apaixonou-se pelo violão na adolescência – e nunca mais se separou dele. Compôs cerca de 200 canções, trabalhou como diretor musical do grupo teatral Ponto de Partida e coordena a Bituca: Universidade de Música Popular, em Barbacena.

GILVAN DE OLIVEIRA
Sábado (8/7), às 20h. Teatro de Câmara do Cine Theatro Brasil, Praça Sete, Centro. R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA