Camila Cabello desabafa sobre sexualização no Fifth Harmony

A cantora, que entrou para a banda com apenas 15 anos, revelou que foi complicado crescer "fazendo músicas que continham insinuações sexuais"

11/01/2017 14:25

Reprodução/Twitter
(foto: Reprodução/Twitter)
Após a conturbada saída da banda Fifth Harmony, Camila Cabello desabafou sobre algumas questões que a incomodavam na época da banda. Em entrevista para o podcast da atriz Lena Dunham, a cantora revelou que fazer parte de um grupo feminino vem com uma pressão indesejável da sexualização.

 

A banda surgiu quando Camila tinha apenas 15 anos, mesma faixa etária das demais integrantes. Hoje, com 19 anos, ela ressalta que foi complicado crescer "fazendo músicas que continham insinuações sexuais".  

 

"Principalmente por ser uma girlband, muitas vezes as pessoas tentavam nos sexualizar só para chamar mais atenção. Infelizmente, sexo vende. Definitivamente, houve momentos em que não me senti confortável com essas coisas e tive que bater o pé. É uma situação complicada, porque tivemos de crescer enquanto estávamos na frente do mundo e fazendo músicas que continham insinuações sexuais", disse.

 

"Não há nada de errado em mostrar sexualidade. Se você tem isso dentro de si, é só uma expressão de quem você é. Se quer compartilhar isso com as pessoas, é maravilhoso", completou a artista. Cabello ainda deixou um conselho para as jovens: "Acho que um conselho que eu daria para as jovens mulheres é, se você não está preparada para isso, bata o pé", disse.

 

Na conversa, a cantora ainda falou sobre a sua vida como latina nos EUA, a relação com a mãe e sobre o ano eleitoral. Camila Cabello tem realizado sessões em estúdio para a produção de seu primeiro disco solo, que deve chegar ao mercado entre junho e agosto. Por sua vez, a banda Fifth Harmony também continua seu caminho, e já tem a data da primeira performance como quarteto, ainda em janeiro.

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA